Publicado 21/09/2019 - 10h58 - Atualizado 21/09/2019 - 10h58

Por Da Agência Anhanguera

A Guarda Civil Municipal de Valinhos encontrou indícios de uma rinha de briga de galo no bairro Chácaras Alpinas

Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Valinhos encontrou indícios de uma rinha de briga de galo no bairro Chácaras Alpinas

A Guarda Civil de Valinhos identificou ontem um imóvel no bairro Chácara Alpinas, que possivelmente abrigaria uma rinha de briga de galos. Os animais eram mantidos em condições totalmente inadequadas e submetidos a maus-tratos. Ninguém foi detido e o imóvel estava vazio. Porém, o proprietário já foi identificado e será notificado pela Prefeitura. As primeiras averiguações indicam a presença de cerca de 40 galos, a maioria mantida em condições inadequadas.
Além dos galos, a chácara mantinha ainda grande quantidade de galinhas, também em condições inadequadas. Havia ainda cães e gatos. A GM encontrou animais mortos, segundo relatos do comandante da GCM, Sidnei Aureliano, responsável pela operação.
No total, a estimativa é de que o local abrigava cerca de 100 animais. Havia ainda esporas e bicos que indicam que seriam usados nos animais com objetivo de provocar ferimentos.
A ação ocorreu a partir de uma diligência de um oficial de Justiça, que tinha um mandado judicial para entrar no imóvel, após denúncia feita ao Ministério Público.
A briga de galo é uma atividade proibida pela legislação brasileira. A prática consiste em colocar dois animais em uma arena com objetivo de um ferir e até matar o outro. Ao mesmo tempo, são feitas apostas em dinheiro.
Centro de Controle de Zoonoses, Vigilância Sanitária e Coordenadoria do Bem-estar Animal foram acionadas para acompanhar os trabalhos e direcionar o tratamento e destinação que serão dados aos animais. As informações são da assessoria de imprensa da prefeitura de Valinhos.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera