Publicado 17/09/2019 - 09h44 - Atualizado // - h

Por Gilson Rei

As podas são definidas em vistorias diárias que identificam a necessidade ? e realizadas por empresa terceirizada, com supervisão

Matheus Pereira/ Especial para a AAN

As podas são definidas em vistorias diárias que identificam a necessidade ? e realizadas por empresa terceirizada, com supervisão

Aproximadamente 3 mil podas preventivas por mês são realizadas na área urbana de Campinas para garantir a saúde das árvores. O serviço de manutenção é realizado durante todo o ano e ontem ocorreu, por exemplo, no trecho da Avenida Francisco Glicério, entre a Avenida Aquidabã e a Rua Proença, região central da cidade.
Ernesto Paulella, secretário municipal de Serviços Públicos, disse que muitos não entendem e até criticam, mas a poda preventiva é um trabalho necessário e contínuo em vias públicas do meio urbano para evitar acidentes com a queda de galhos e até para garantir uma vida mais saudável às árvores.
Paulella explicou que as árvores que estão no meio urbano sofrem com a poluição e o excesso de gás carbônico. “Em área de floresta o ambiente é diferente e não há necessidade de uma manutenção constante. As árvores da área urbana ficam com as folhas e os galhos cobertos por fuligem. O gás carbônico é usado na fotossíntese, mas o excesso é prejudicial porque as folhas e galhos ficam intoxicados. Por isso, no meio urbano, surge fungo e praga nas espécies, danificando e podendo até causar doenças nas árvores”, comentou. Na verdade, Paulella explicou que há um controle fitossanitário, que é a proteção sanitária vegetal realizada com um conjunto de medidas adotadas para evitar a propagação de pragas e doenças. “Quando há uma poda preventiva evita-se que a doença existente em um galho ou folha alastre-se para toda a árvore”, afirmou. Este trabalho é realizado por uma empresa terceirizada que utiliza uma equipe de 50 profissionais, incluindo dois engenheiros agrônomos. A Prefeitura disponibiliza também dois engenheiros agrônomos para supervisionar os serviços. As podas em locais que apresentam fios de alta-tensão são realizadas por equipes da CPFL. As podas são definidas em vistorias diárias que identificam a necessidade. 

Escrito por:

Gilson Rei