Publicado 12/09/2019 - 10h25 - Atualizado 12/09/2019 - 10h26

Por Daniel de Camargo

Rod. Adalberto Panzan próximo do entroncamento com Bandeirantes

Leandro Torre/AAN

Rod. Adalberto Panzan próximo do entroncamento com Bandeirantes

Dois acidentes envolvendo caminhões chamaram a atenção dos motoristas em importantes rodovias da região de Campinas na manhã de ontem. Em Limeira, um caminhão-tanque carregado com aproximadamente 40 mil litros de etanol capotou por volta das 5h na altura do km 148, em uma alça de acesso da Rodovia Anhanguera (SP-330), no sentido Capital. O veículo acabou parando no gramado às margens do trevo em frente a Universidade Paulista (Unip), no bairro Parque Egisto Ragazzo.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, apesar do teto da cabine ter amassado para dentro e o para-brisa ter sido estraçalhado, o motorista teve apenas escoriações leves. Ele foi socorrido para a Santa Casa da cidade. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o condutor vinha de Mogi Mirim, município a cerca de 60 km de Limeira, e perdeu o controle da direção.
A AutoBan, concessionária que administra a via, informou que não houve interdição no trecho. As faixas, entretanto, foram sinalizadas e tiveram a velocidade reduzida. Os bombeiros disseram ainda que todo o combustível que era transportado vazou. Porém, ficou concentrado no gramado, não tendo invadido a pista. Por volta das 7h, tudo estava controlado. Uma equipe especializada da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) fez o aterramento do veículo para evitar riscos de eletricidade estática, que poderia provocar um incêndio. Posteriormente, o caminhão foi retirado com segurança.
Técnicos da agência também avaliaram o local por conta de uma possível contaminação no solo. As ações contaram ainda com apoio da Defesa Civil de Limeira. Já em Campinas, parte de uma carga de adubo foi derramada no km 1 da Rodovia Adalberto Panzan (SP-102/330), perto da saída para a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348). A AutoBan informou que o acidente aconteceu às 7h30.
Nesse caso, o motorista também perdeu o controle do veículo. Contudo, não houve capotamento e o condutor não se machucou. O fertilizante caiu sobre as faixas do meio e da direita, que conjuntamente ao acostamento precisaram ser interditados. O trânsito fluiu pela faixa da esquerda até às 9h, quando a central foi liberada. Equipes da AutoBan realizaram a limpeza da área atingida. Às 9h54, não havia nenhum bloqueio. O congestionamento máximo registrado no período foi de 7 km. 

Escrito por:

Daniel de Camargo