Publicado 11/09/2019 - 06h44 - Atualizado 11/09/2019 - 06h44

Por AFP


O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou nesta quarta-feira importantes modificações em seu gabinete, com novos ministros das Relações Exteriores e da Defesa.

A mudança mais importante é a nomeação de Toshimitsu Motegi - figura central nas negociações comerciais com os Estados Unidos - como novo ministro das Relações Exteriores, em substituição a Kono Taro.

A chegada de Motegi ao comando da diplomacia japonesa é considerada um reforço de seu papel como negociador, depois que Tóquio e Washington anunciaram a intenção de finalizar em breve um importante acordo comercial.

Mas Motegi terá que administrar uma evidente deterioração das relações diplomáticas do Japão com vizinhos importantes, como China e Coreia do Sul.

O ex-chanceler Taro passará a ocupar o ministério da Defesa.

O porta-voz do governo, Yoshihide Suga, também anunciou que Shinjiro Koizumi, um político em ascensão de apenas 38 anos, filho do ex-primeiro-ministro Junichiro Koizumi, será o ministro do Meio Ambiente.

Abe escolheu duas novas personalidades para os ministérios da Revitalização Econômica (Yasutoshi Nishimura) e do Comércio e Indústria (Isshu Sugawara).

O gabinete de Abe inclui apenas duas mulheres, as titulares das pastas de Assuntos Internos e dos Jogos Olímpicos de 2020.

Analistas políticos não esperam grandes mudanças na maneira como o Japão conduzirá sua diplomacia, levando em consideração que o próprio Shinzo Abe comanda a política externa.

O primeiro-ministro não hesita em visitar diversos países e se reuniu muitas vezes com os presidentes dos Estados Unidos e da Rússia desde que chegou ao poder, há sete anos.

ric/aph/ahg-pc/zm/fp

Escrito por:

AFP