Publicado 18/08/2019 - 18h43 - Atualizado 18/08/2019 - 18h43

Por Da Agência Anhanguera

Chalés da Pousada Casa Bonita encravada no Alto da Maromba, região montanhosa com muito verde e clima ameno: convite ao aconchego

Marcelo Pereira/AAN

Chalés da Pousada Casa Bonita encravada no Alto da Maromba, região montanhosa com muito verde e clima ameno: convite ao aconchego

Na Serra da Mantiqueira, em meio a belas paisagens montanhosas, com abundância de cachoeiras de águas cristalinas e vilas charmosas, se encontra Visconde de Mauá, uma acolhedora região que une natureza preservada com um quê despretensioso de sofisticação. É surpreendente na viagem de carro ver surgir, após um trecho de floresta nativa, as pequenas e movimentadas vilas, com pessoas elegantes circulando e lojas coloridas. Visconde de Mauá está dentro de uma área de proteção ambiental, junto ao Parque Nacional de Itatiaia e na divisa dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Poção da Maromba chega a ter 7m de profundidade e atrai muitos turistas para um mergulho relaxante: é preciso ter cuidado com as pedras
É lá onde se encontram as três principais vilas que recebem turistas: Vila de Mauá, Vila de Maringá e Vila da Maromba. Ao chegar, a primeira avistada é a tranquila Visconde de Mauá (que dá o nome à região). A vila abriga o Centro Cultural onde são realizados eventos como a feira de produtos orgânicos e exposições culturais. Na sequência, a poucos minutos, está a Vila de Maringá, onde se localiza o principal centro comercial e o maior número de lojas, de todos os tipos. Por último e mais rústica, porém não menos charmosa, está a Vila de Maromba, onde ficam as cachoeiras mais procuradas, como a do Escorrega. 
O principal atrativo de Visconde de Mauá é o ecoturismo, pela possibilidade de conhecer e se refrescar em inúmeras piscinas naturais, fazer trilhas, caminhar junto ao verde e praticar esportes radicais na água. Os passeios podem ser feitos de forma independente, em turmas ou famílias, a pé ou de carro, explorando as cachoeiras por conta própria ou com a ajuda de agências especializadas, que ofertam muitas opções de tours organizados e seguros. 
Além de passeios em meio à natureza e nos centros comerciais das vilas, todos muito aprazíveis, a região é rica em restaurantes onde a gastronomia é autoral e um destaque à parte. Se permita conhecer alguns destes estabelecimentos e desfrutar de experiências deliciosas, em vários sentidos. A rede de hospedagem é variada e há muitas opções, permitindo momentos de descanso e paz junto à natureza.
Harmonia em detalhes
Restaurante da pousada preparado para o café da manhã: delícias
Conforto, privacidade, tranquilidade e harmonia com a natureza. Entre as hospedagens de charme de Visconde de Mauá, está a Pousada Casa Bonita, na Vila de Maromba, um refúgio cercado por uma grande área de bosques e campos privativos, onde o silêncio é rompido apenas pelo canto dos pássaros, pelo murmúrio das águas e pelo roçar do vento nas folhas das árvores. Em um clima privilegiado, o calor da lareira é bem-vindo o ano inteiro.
Um convite para o romance e os bons vinhos. A área verde dos chalés, afastada da Casa Sede por uma estradinha de terra, proporciona um ambiente de calma e de muita beleza aos hóspedes. A pousada fica próxima da cachoeira do Escorrega, uma das mais famosas de Mauá, e do Poção da Maromba, a cerca de cinco minutos de caminhada.
Cortando a área da pousada, o cristalino Rio Preto desce intocado desde o Parque Nacional de Itatiaia, formando duchas e piscinas naturais privativas. À beira do rio, a sauna relaxante cercada por um deck com vista de cartão-postal, e espreguiçadeiras estrategicamente distribuídas, convidam ao "dolce far niente". Na parte superior do deck, a banheira aquecida com hidromassagem ao ar livre, em meio a um cenário de sonho, proporciona uma profunda sensação de relaxamento.
As refeições na Casa Bonita são servidas no fogão a lenha e a comida é bem cuidada e gostosa. Privilégio apenas dos hóspedes, que são atendidos por uma equipe sempre simpática e atenciosa. Na sala de estar da Casa Sede, confortáveis sofás, livros e CDs que podem ser escolhidos livremente para ler ou ouvir sem pressa.
Nos amplos chalés, distribuídos em uma extensa área, bastante reservados, a atenção com o bem-estar dos hóspedes é sentida em cada detalhe. A cama é confortável e dispõe de lençol aquecido. Há lareira, hidromassagem, velas e sabonetes aromáticos, quadros com mensagens amorosas e outros mimos que encantam. Uma ótima pedida.
Bebidas e guloseimas
Vinho Almaúnica e lareira: boa pedida para os dias mais frios
Passeando por Visconde de Mauá, reserve um tempo para visitar as lojinhas e conhecer os produtos, bebidas e guloseimas. São artigos em couro, vestuário, peças para casa e decoração, no geral com diversificação e bom gosto. Olhe com carinho os patês oferecidos em muitas combinações, bem como as geleias, cachaças e cervejas, em variados sabores, todas artesanais e produzidas na região.
Mauá está a 1,6 mil metros de altitude e tem clima ameno. Importante: na região de Visconde de Mauá não existe caixa eletrônico. O comércio aceita cartões de débito e crédito, mas é recomendado levar algum dinheiro em espécie para pequenas despesas ou algum imprevisto. Outra dica é, se possível, usar um veículo resistente a condições rurais, um 4x4 ou SUV, o que facilita o trânsito em alguns trechos no caso de tempo chuvoso.
As estradas são conservadas em regime de colaboração. Impressão geral: todos que ali vivem e recebem os turistas sabem da beleza da região, valorizam muito o meio ambiente e entendem a importância da preservação para a manutenção da economia local. O principal acesso à Visconde de Mauá é pela Rodovia Nova Dutra no km 311, entre os municípios de Itatiaia e Resende, mesma saída para Penedo. Visconde de Mauá está a pouco mais de 350 quilômetros de Campinas.
Cachoeiras, trilhas e natureza exuberante
Por estar localizada no pé da Serra da Mantiqueira, Visconde de Mauá é uma região famosa pela natureza exuberante, águas, trilhas e passeios ecológicos especiais. Local de explorar e aventurar-se pelas inúmeras cachoeiras — são mais de cem catalogadas. Há as cachoeiras com acesso mais difícil pela trilha, mas também há aquelas de acesso mais fácil. Se mergulhar na praia é ótimo, a água da cachoeira também não fica atrás. São águas naturalmente bem geladas, mas depois de um mergulho vem uma deliciosa sensação. Cuidado apenas na caminhada entre as pedras e ao escolher o local do mergulho.
Cachoeira do Escorrega forma um tobogã, com diversão mais radical
Uma das cachoeiras mais famosas e procuradas da região é a Cachoeira do Escorrega, no Rio Preto. Tobogã natural que desemboca numa piscina de águas cristalinas, é um dos cartões postais de Visconde de Mauá e programa quase obrigatório para quem vai à região. Possui boa estrutura de atendimento aos turistas, com bares, restaurantes e lojas em seu entorno. Próximo da Cachoeira do Escorrega e a cerca de 1 km da Vila de Maromba, está localizado o Poção da Maromba, com sete metros de profundidade.
A reportagem do Correio visitou a Escorrega e o Poção, além das cachoeiras Véu de Noiva e Santa Clara, num passeio com guia da Remorini Turismo de Aventura. Um jipe conduz até bem próximo dos atrativos, com caminhadas curtas, em um roteiro indicado para todos os públicos e com duração de cerca de três horas e meia.
A Remorini é uma das empresas especializadas em fazer passeios na região. É uma agência credenciada e autorizada, que conta vários tipos de veículos e seguro pessoal em todas as atividades. Os roteiros podem durar de algumas horas ao dia todo, em cachoeiras e trilhas, além da orientação para a prática de esportes radicais como boia cross, cachoeirismo e rapel nos rios e corredeiras da região.
Outro passeio muito indicado é o Vale do Alcantilado. Neste vale é encontrado o sítio Cachoeiras do Alcantilado, uma propriedade particular com uma sequência de nove cachoeiras, um dos grandes destaques de Mauá. Também valem sua visita o Vale das Cruzes, o Vale do Pavão e a Vila do Mirantão. (AAN)
Circuito gastronômico é destaque
A chef Mônica Rangel, muito requisitada para eventos e programas de TV
A região de Visconde de Mauá é considerada um polo gastronômico por reunir uma grande variedade de restaurantes, com opções diversas e dirigidos por talentosos e festejados cozinheiros. Na Vila de Mauá está o Gosto com Gosto, chefiado por Mônica Rangel desde 1994, um dos mais conhecidos pela tradição e pela boa comida.
“O nome Gosto com Gosto vem da junção do ótimo paladar dos pratos com a decoração de muito bom gosto”, ressalta a chef, que se propõe a resgatar as histórias e a tradição mineira, por meio de seus fartos, leves e suculentos pratos, preparados em um belo fogão a lenha. A entrada do trio de linguiças é imperdível. No prato principal, tutu a mineira, feijão tropeiro, galinhada e o frango a ora pro-nobis estão entre as opções do cardápio. Os doces, feitos no próprio restaurante, são outro destaque. Entre eles cocada mole, abóbora com coco, ambrosia, arroz doce e muitos outros.
As guloseimas criadas pela equipe do Gosto com Gosto: culinária mineira, com criação autoral e combinações sofisticadas
O Gosto com Gosto tem também uma estruturada loja agregada ao restaurante onde são vendidos produtos artesanais e bebidas como o vinho Almaúnica/Mônica Rangel e a cachaça Gosto com Gosto, produzida por Cláudio Rangel, especialista da área e marido de Mônica. A chef mineira e sua equipe fabricam ainda todas as linguiças servidas no restaurante e vendidas na loja, bem como os queijos, chutneys e geleias. Mônica, aliás, é uma das mais admiradas chefs brasileiras, sendo requisitada para eventos gastronômicos e programas de TV.
Cozinha autoral
O chef Julio Buchinelli, que dirige o Rosmarinus, na Vila de Maringá
Numa belíssima propriedade de 10 mil metros quadrados, que reúne o restaurante, jardins muito bem cuidados, horta e a sua própria casa, o chef Julio Buchinelli dirige o Rosmarinus, situado na Vila de Maringá. “Na correria dos grandes centros muitas vezes nos esquecemos da essência de sentar à mesa com nossos familiares e desfrutar da comida sem preocupação com o tempo e os afazeres. Queremos que o Rosmarinus seja esse espaço para quem nos visita”, convida Julio. As ervas e temperos frescos colhidos de sua horta orgânica são apreciados pelo chef, que desenvolve uma culinária autoral, quase rural, com toque sofisticado inspirado na cozinha italiana.
Truta salmonada, um dos pratos com a assinatura do Rosmarinus
Rosmarinus em italiano significa alecrim. São entradas, como o soffioti ao pomodoro (clássico do local), pratos principais como a Truta à Visconde de Mauá (delicioso) e o Confit de Pato com Figo - apenas para citar dois pratos muito pedidos - e sobremesas, entre elas o merengue italiano com frutas vermelhas. Desde sua fundação, em 2001, o Rosmarinus vem sendo indicado pelo Guia Quatro Rodas como um dos melhores restaurantes da região de Visconde de Mauá.
O chef é a grande estrela do Rosmarinus, pilotando com incrível energia o seu time na cozinha. Ele lembra que o sonho do restaurante só foi possível graças à modernização da Rodovia Presidente Dutra, principal ligação rodoviária entre o Rio de Janeiro e São Paulo. Estando na região, antes de ir, é recomendado consultar e fazer reserva pelo WhatsApp.
A REPORTAGEM DO CORREIO VIAJOU À REGIÃO DE VISCONDE DE MAUÁ A CONVITE DA POUSADA CASA BONITA

Escrito por:

Da Agência Anhanguera