Publicado 27/08/2019 - 11h27 - Atualizado 27/08/2019 - 11h27

Por Paulo Santana

Gilson Kleina tem identificação com a torcida pontepretana: 161 jogos entre os anos 2011, 2012, 2017 e 2018

Cedoc/RAC

Gilson Kleina tem identificação com a torcida pontepretana: 161 jogos entre os anos 2011, 2012, 2017 e 2018

A três pontos do G4, a Ponte Preta tinha tudo para entrar em campo totalmente focada em busca da vitória sobre o instável Brasil, hoje, às 19h15, no Estádio Bento de Freitas, em Pelotas, no Interior do Rio Grande do Sul, pela última rodada do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas a decisão da diretoria de trocar a comissão técnica, momentos antes do embarque, na manhã de domingo, mexeu com o emocional dos jogadores.
Mesmo sem falar publicamente, os líderes do elenco admitem que a inesperada demissão de Jorginho “pegou mal” entre os atletas. Principalmente nos mais jovens, que tinham em Jorginho a figura de um “paizão”. De acordo com informações obtidas pela reportagem, o ambiente na concentração ontem era o pior possível, com atletas cabisbaixos evitando qualquer contato com imprensa e torcedores.
Na despedida, o ex-treinador disse que foi comunicado por assessores do clube quando se preparava para a viagem, “Poderiam ter me avisado antes de ter trocado de roupa. Esperava um pouco mais de respeito. Saio profundamente desapontado com a diretoria”, disparou.
Jorginho chegou a ser procurado pelo Guarani para assumir o time que luta contra o rebaixamento. As partes estavam negociando até ontem.
Na oitava colocação da Série B com 27 pontos, a Macaca entra em campo sem ter realizado nenhum treinamento coletivo. Felipe Moreira e Felipe Loureiro, auxiliares da equipe de Campinas, dividirão o comando no jogo de hoje e deverão optar por um esquema mais cauteloso.
A principal dúvida fica no meio-campo. Sem o meia Camilo, que foi expulso aos 31' do segundo tempo no empate com o Sport, por 2 a 2 no sábado, a dupla está entre Tiago Real e Alex Maranhão para o setor.
Enquanto Real é um meia de ligação, Maranhão tem características mais ofensivas. No mais, o time não deverá ter mudanças.
Adversário
Em uma campanha cheia de altos e baixos até aqui, o Brasil de Pelotas perdeu apenas uma vez nas últimas cinco rodadas e já conseguiu deixar a parte debaixo da tabela. Nesta recente reação, o sistema defensivo parece ter conquistado o tão sonhado equilíbrio. A equipe iniciou a rodada na 12ª colocação, com 22 pontos, cinco a menos que a Ponte Preta.
Gilson Kleina terá sua 4ª passagem pelo clube
Gilson Kleina é o novo técnico da Ponte Preta! Pode até parecer título de reportagem antiga ou alguma notícia requentada, mas é verdade. Após demitir Jorginho na manhã de domingo, o presidente José Armando Abdalla Junior ligou imediatamente para o treinador com a proposta que confirma sua quarta passagem pelo Moisés Lucarelli, embora o clube ainda não confirme. Com 161 partidas entre os anos 2011/12, 2017 e 2018, Kleina se tornou o quarto treinador que mais dirigiu a Ponte Preta em toda sua história.
Identificado com a torcida, foi vice-campeão paulista em 2017 e conquistou o acesso à elite em 2011. No ano passado, o treinador foi contratado na reta final da Série B para livrar a Macaca do rebaixamento, mas foi muito além. Teve uma arrancada incrível e, em nove jogos, obteve sete vitórias e dois empates. Ficou a um ponto de conquistar o acesso, com um empate diante do Avaí, em Florianópolis.
Na sequência, houve proposta para renovar, mas as partes não chegaram a um consenso. Logo depois, a diretoria trouxe Jorginho que ficou 31 jogos, com 13 vitórias, 11 empates e sete derrotas. Neste de tempo, Kleina assumiu o Criciúma, mas deixou o clube catarinense há pouco mais de um mês. Quando Jorginho chegou a pedir demissão antes do Dérbi, Kleina foi procurado. Mas depois, Jorginho permaneceu.
FICHA TÉCNICA
BRASIL DE PELOTAS
Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar, Leandro Camilo e Formiga; Leandro Leite, Washington, Cristian e Murilo Rangel; Rodrigo Alves e Daniel Cruz. Técnico: Bolivar.
PONTE PRETA
Ivan; Diego Renan, Airton, Reginaldo e Henrique Trevisan; Edson, Gerson Magrão, Tiago Real (Alex Maranhão), Rafael Longuine e Marquinhos; Roger. Técnico: Felipe Moreira.
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas-RS. Horário: 19h15. Juiz: Diego Pombo Lopez (BA).

Escrito por:

Paulo Santana