Publicado 22/08/2019 - 12h12 - Atualizado 22/08/2019 - 12h15

Por Estadão Conteúdo

A polícia disse que o corpo de Ryshkevich foi recuperado pela equipe de resgate mais de duas horas depois

Reprodução

A polícia disse que o corpo de Ryshkevich foi recuperado pela equipe de resgate mais de duas horas depois

A Federação Internacional de Remo confirmou nesta quinta-feira a morte do para-remador Dzmitry Ryshkevich, da Bielo-Rússia, durante um treino. Ele faleceu afogado, após o seu barco virar durante um treinamento para o Mundial, que vai ser realizado na Áustria, em Linz.
A entidade gestora do remo citou um comunicado da polícia explicando que o dispositivo de flutuação do barco do atleta, de 33 anos, da Bielo-Rússia havia quebrado.
Embora Ryshkevich tenha se libertado dos cintos de segurança do barco, ele, sem ter mobilidade nas pernas, não conseguiu emergir e afundou nas águas do rio Danúbio, em Linz, na última quarta-feira, quando os salva-vidas tentavam se aproximar.
A polícia disse que o corpo de Ryshkevich foi recuperado pela equipe de resgate mais de duas horas depois. Além disso, explicou que as razões para a quebra do equipamento "ainda é desconhecido e está atualmente sob investigação".
Ryshkevich estava em preparação para competir no seu terceiro campeonato mundial, que está previsto para começar no próximo domingo. O evento será qualificatório para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, em 2020.
O presidente do Comitê Paraolímpico Internacional, Andrew Parsons, disse que o incidente é uma "terrível tragédia". "Os pensamentos de todo o movimento paralímpico estão com a família, amigos, companheiros de equipe e com o Comitê Paralímpico Nacional da Bielo-Rússia", acrescentou o dirigente.

Escrito por:

Estadão Conteúdo