Publicado 28/08/2019 - 10h32 - Atualizado 28/08/2019 - 10h32

Por Mary Jane A. Paiva


Você é alguém, você é um ser de alta consideração e ninguém neste mundo pode tirar isto de você. Mesmo que aconteçam falhas, circunstâncias e experiências ruins, tudo é uma grande aprendizagem para evoluirmos. O sentido e a direção de sua história de vida é única e subjetiva. Não só somos o que pensamos, mas também o que sentimos, o que lembramos, o que esquecemos, nossos erros e acertos, nossos impulsos dos "sem querer querendo", nossa inconsciência e consciência.
O valor de uma pessoa está ligado à sua dignidade e essência. Não depende de bens materiais, prestigio social, status econômico, ter um parceiro/a amoroso/a ou não.
A tão falada luz e o tão desejado brilho estão na realização e na autoestima, na tranquilidade de ser quem é, com dignidade e verdade. O resto é produto da sociedade de consumo que de tão frenética e cruel incentiva até o consumo de adjetivos e aditivos venenosos...o consumo de um ideal de vida, o tal do lifestyle.
Não caia nesta.
Aprenda a se doar, a olhar você com amor e a se recompensar antes de esperar isto de fora ou de alguém. Não se trata de autopiedade, tampouco da negação da realidade, é só mesmo valorização, autocuidado, palavra que está na moda e deveria estar na vida de cada um. O importante é você ter autoconhecimento e saber como você age e reage na vida, pois você tem o valor que você se dá! Tudo funciona assim: o valor da sua saúde, do seu corpo, mente e espirito, da sua família, trabalho e ambiente...dependem somente de você.
Portanto não se esqueça de você. Lembre-se de você, sempre!

Escrito por:

Mary Jane A. Paiva