Publicado 26 de Agosto de 2019 - 20h19

Por Gilson Rei

Incêndio atingiu área de aproximadamente três quilômetros do Exército Brasileiro, próximo ao entroncamento das rodovias Anhanguera e Dom Pedro I

Leandro Ferreira;AAN

Incêndio atingiu área de aproximadamente três quilômetros do Exército Brasileiro, próximo ao entroncamento das rodovias Anhanguera e Dom Pedro I

Um incêndio de grandes proporções em uma área de aproximadamente três quilômetros do Exército Brasileiro, próximo ao entroncamento das rodovias Anhanguera (SP-330) e Dom Pedro I (SP-65), em Campinas, causou preocupação aos motoristas e moradores de bairros da região ao longo da tarde e noite desta segunda-feira (26). O fogo teve início por volta das 13h e equipes do Exército atuaram no combate. Na sequência, equipes do Corpo de Bombeiro inciaram também o trabalho para conter os focos. Até o início da noite, focos de fogo ainda assustavam quem passava pelo local, mas sem causar transtornos ao tráfego nas vias.

O tenente-coronel do Exército, Eduardo José Lopes Gonçalo, informou que a área margeia a rodovia Anhanguera e é próxima à rodovia Dom Pedro, o que causou preocupação aos motoristas pela fumaça que se espalhou nas primeiras horas de combate às chamas.

Gonçalo destacou que as chamas foram controladas através de uma técnica chamada de “fogo contra fogo”, na qual os combatentes delimitam espaço ao cortar a área de mato por uma linha extensa. “A técnica de queima controlada permite, aproveitando a estrada, criar uma faixa alargada por onde o incêndio não possa se espalhar”, explicou Gonçalo.

Não houve prejuízo patrimonial e nem feridos, pois a área atingida é de instrução e treinamento militar em mata. "Não há no local prédios, ou equipamentos. Existe apenas mato", afirmou o tenente-coronel.

A Rota das Bandeiras e a AutoBAn informaram que o fogo não causou impactos no tráfego das pistas e nem a fumaça atrapalhou os motoristas.

Escrito por:

Gilson Rei