Publicado 24/08/2019 - 20h25 - Atualizado 24/08/2019 - 20h26

Por Francisco Lima Neto

As grades protegem a imagem e ajudam a dar nova perspectiva para a criatividade da fotógrafa

Sandra Martins/Divulgação

As grades protegem a imagem e ajudam a dar nova perspectiva para a criatividade da fotógrafa

Passear pela cidade a pé, em um dia calmo, sem pressa, buscando novos olhares para prédios, espaços e marcos históricos. Esse é o intuito da Caminhada Hércules Florence, que nasceu 19 anos atrás pelas mãos do fotógrafo e professor Roberto Mercury, falecido em dezembro de 2015. Agosto foi escolhido porque no dia 19 deste mês se comemora o Dia Mundial da Fotografia.
A edição deste domingo (25) marca a 19ª edição da caminhada e conta com um novo percurso temático que destaca os prédios históricos da metrópole campineira dedicados à educação. O novo percurso passa pelas Escolas Estaduais Carlos Gomes, Francisco Glicério, Culto à Ciência e Orosimbo Maia, patrimônios histórico e cultural que precisam ser mais valorizados, preservados e conhecidos.
Este trajeto dá a possibilidade de explorar a fotografia de arquitetura e de rua, captando os aspectos do cotidiano da cidade e de seus moradores. "A ênfase nas escolas é por conta do patrimônio arquitetônico que elas têm e a relevância muito grande para a cidade. Inclusive, o caminho foi alterado para chegar até a escola Culto à Ciência. É a primeira vez que ela é incluída no trajeto", explica o fotógrafo Carlos Rincon, organizador do evento desde 2016. Ele já atuava em parceria com Mercury desde 2010.
Passear pela cidade procurando outro foco e diferentes olhares já é inspirador, contudo, a experiência é ainda mais completa. "Vai ter o historiador Américo Villela. Ele vai falando o que aconteceu em cada ponto, os fatos históricos e o contexto. Nada melhor do que falar de história vendo as escolas", comemora Rincon.
O público que participa da caminhada é bem diverso, comportando adolescentes, fotógrafos amadores e profissionais, pessoas que gostam de história, e profissionais de diversas áreas. "A cada ano que passa o público participante aumenta mais. Na média, são 250 pessoas por edição, mas nessa já temos 400 inscritos", conta o organizador.
"O evento coloca o patrimônio cultural de Campinas no foco. Vamos andando e percebendo que saem as casas centenárias e entram os edifícios. A gente acaba fazendo esse registro para a posteridade", comenta.
Ao longo do trajeto, os participantes vão encontrar assuntos fotográficos nas praças Carlos Gomes e Professora Silvia Simões Magro, na qual o busto de Hércules Florence está instalado, e onde será feita a foto oficial com todos os participantes da caminhada.
Os participantes ainda terão a presença de um especialista que dará dicas de como tirar fotos com smartphones.
A caminhada conta com o apoio institucional da Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo.
SERVIÇO
O quê: 19ª Caminhada Hércules Florence
Quando: neste domingo (25), às 8h30.
Onde: ponto de encontro no Centro de Convivência
Quanto: gratuito
 

Escrito por:

Francisco Lima Neto