Publicado 09/07/2019 - 20h31 - Atualizado 09/07/2019 - 20h31

Por AFP


O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou nesta terça-feira que ganhou 16 milhões de dólares entre 2017 e 2018, o que o converte no mais rico dos principais pré-candidatos democratas às eleições presidenciais de 2020.

Declarado defensor da "classe média", Biden obteve sua renda com palestras, cursos em universidades e a venda do seu livro sobre os últimos meses da vida do seu filho que morreu de câncer em 2015 ("Promise me, dad").

Popular entre os operários, o ex-vice de Barack Obama "já publicou todas as suas declarações de renda dos últimos 21 anos, o que supera todos os demais pré-candidatos, destacou sua equipe de campanha.

Biden ganhou 11 milhões de dólares em 2017 e 4,5 milhões em 2018, segundo declarações apresentadas com sua mulher, Jill.

O presidente e candidato à reeleição Donald Trump é o primeiro mandatário desde Richard Nixon, outro republicano, a não divulgar sua situação fiscal.

A segunda colocada na corrida democrata, Kamala Harris, comunicou uma renda de dois milhões de dólares em 2018, na declaração conjunta feita com seu marido.

O senador independente Bernie Sanders, terceiro entre os democratas, ganhou um milhão de dólares em 2016 e outro milhão em 2017, graças à venda de seu livro "Our Revolution: A Future To Believe In", traduzido para cinco idiomas.

Escrito por:

AFP