Publicado 25/07/2019 - 06h00 - Atualizado 24/07/2019 - 15h02

Por Do Correio

Antigas jaulas, abandonadas, criam um espetáculo anti-estético deprimente

Reprodução

Antigas jaulas, abandonadas, criam um espetáculo anti-estético deprimente

JEQUITIBÁS: NOSSO BOSQUE ESTÁ MORRENDO
Aliás mal cuidadas, sujas, o solo juncado por folhas caídas das árvores e apodrecidas pelo tempo e a humidade. Quiosques de sapé, quase destruídos, pedras amontoadas pelos caminhos, restos de obras que praticamente não passaram do projeto. Instalações abandonadas, tudo muito mal cuidado, sem a proteção de guardas em número suficiente. Esta é a imagem atual do Bosque dos Jequitibás, único grande logradouro público com que conta o campineiro, e que de há alguns meses para esta data atravessa um processo de lastimável decadência. A exceção dos museus que funcionam em prédios ali situados, tudo mais funciona em condições precárias atualmente. A reforma, que não passou do projeto, limitou-se a novas fontes de irrigação, limpeza geral na Lagoa das Carpas, arejamento da área de mata, e pouca coisa mais.
 
HOMEM NA LUA: CURIOSIDADE DO POVO
Ontem foi o dia do coroamento da maior aventura do homem nestes últimos tempos. Os astronautas da viagem à Lua, dois dos quais pisaram no satélite natural da Terra, regressaram da grande viagem. E via satélite, a televisão nacional acompanhou de perto a descida da Apolo-11, mostrando aos brasileiros a evolução tôda dos trabalhos de resgate. E em Campinas, os estabelecimentos comerciais que vendem eletrodomésticos, deixaram suas TVs sintonizadas, reunindo em suas portas grande número de curiosos.
 
APOLO-11: PERIGO A GORA É DE CONTAMINAÇÃO
Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins, de regresso da Lua com um precioso carregamento de pedras lunares, voltaram hoje à Terra na cabina Apolo-11, que aterrissou no Pacífico sem incidentes. A cabina, da qual Armstrong e o coronel Aldrin desceram dia 20 na Lua no módulo, pousou suavemente na água à hora e no lugar previstos, às 16h49 gmt (13h49 hora do Brasil) quando acaba de sair o sol na região das ilhas de Hawai. Os três astronautas permanecerão em quarentena um mínimo de 18 dias, até 11 de agosto, quando os médicos terão que decidir, depois de numerosos exames se os primeiros visitantes humanos da Lua trouxeram de regresso qualquer bactéria, bolor, vírus ou qualquer outro micro-organismo capaz de desencadear uma devastadora epidemia em nosso planeta.

Escrito por:

Do Correio