Publicidade

Publicado 19/12/2018 - 16h57 - Atualizado 19/12/2018 - 17h34

Por Divulgação

Jéssica Pontes, enfermeira e proprietária da Senilar Cuidadores

Divulgação

Jéssica Pontes, enfermeira e proprietária da Senilar Cuidadores

De acordo com os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais),do Ministério do Trabalho, que analisou o período entre 2007 e 2017, a profissão de cuidador de idosos foi a que teve o maior aumento, passando de 5.263 profissionais em 2007 para 34.051 em 2017, um crescimento de 547%. Do total, 85% são mulheres com o ensino médio completo. São Paulo foi o estado onde ocorreu a maior expansão, com 11.397 postos de trabalho criados no período; na sequência aparecem Minas Gerais, com 4.475 postos, e Rio Grande do Sul, com 2.288.
A Senilar Cuidadores, empresa sediada em Campinas, é responsável por qualificar cuidadores e realizar a gestão desses profissionais em domicílio na região. “O trabalho desenvolvido pelos profissionais qualificados pela Senilar vai muito além do cuidado com as necessidades básicas do paciente. O cuidador tem o papel de estimular novos conhecimentos, atividades de lazer, recreação e cultura, a fim de proporcionar ao assistido bem-estar e qualidade de vida”, destaca Jéssica Pontes, enfermeira e proprietária da empresa.
O avanço no número de cuidadores de idosos que fez com que a profissão atingisse o topo do ranking publicado pelo Ministério do trabalho, vai de encontro com o aumento da população idosa como um todo. Segundo projeções da Fundação Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), apenas na Região Metropolitana de Campinas, a população acima de 60 anos triplicará até 2050, registrando um acréscimo de 1,59 milhão de pessoas.
Além do Curso de Qualificação para Cuidadores de Idosos, a Senilar foca na assistência em domicílio, que vai desde o processo de admissão de profissionais, passando por treinamentos, monitoramento e a gestão das equipes já no exercício da função.

Escrito por:

Divulgação