Publicado 29 de Novembro de 2018 - 9h03

Por Carlos Rodrigues

Osmar Loss será apresentado hoje à tarde no Brinco de Ouro: clube escolhe o treinador que o comandará no retorno à Série A1 do Paulista

Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians

Osmar Loss será apresentado hoje à tarde no Brinco de Ouro: clube escolhe o treinador que o comandará no retorno à Série A1 do Paulista

O Guarani definiu ontem toda a estrutura de seu departamento de futebol para 2019. Depois de nomear Fumagalli como superintendente e Gabriel Remédio como coordenador técnico, a diretoria finalmente oficializou que Osmar Loss será o treinador e também anunciou Marcus Vinícius Beck Lima para a função de executivo de futebol.

A negociação com Loss já estava encaminhada desde a semana passada, mas acabou se prorrogando por mais alguns dias antes do acerto.

Gaúcho de Passo Fundo, o treinador tem 43 anos e fazia parte da comissão fixa do Corinthians depois de uma breve trajetória no comando da equipe profissional — foram 25 jogos, com dez vitórias, cinco empates e dez derrotas. Após um período na Europa, o profissional voltou ao Brasil, recebeu o convite do Bugre e se desliga do clube da Capital. A apresentação oficial acontece hoje, às 16h.

"Confirmamos que o Osmar Loss será o nosso treinador. Batemos um papo na terça-feira. O Conselho de Administração já tinha uma conversa em andamento", disse o superintendente de futebol Fumagalli.

Embora tenha analisado várias nomes, a diretoria do Guarani pautou sua busca em quatro profissionais e foi com Osmar Loss que o acerto se desenvolveu. Ele vai de encontro ao perfil desejado, que é a de um treinador jovem, estudioso e com perspectivas de crescer na carreira. Com trabalhos destacados na base de Corinthians e Internacional, Loss terá apenas sua quarta experiência em times profissionais — além do Timão, também dirigiu Juventude e Bragantino.

Enquanto o comandante será uma novidade, o cargo de executivo de futebol será ocupado por alguém que já conhece bem o Brinco de Ouro. Marcus Vinícius Beck foi coordenador no clube durante a campanha do acesso na Série C de 2016 e, no ano seguinte, assumiu a função de executivo. Depois de uma passagem como gerente das categorias de base do Paraná, ele volta e aposta num bom trabalho em um ambiente com o qual já está familiarizado.

"Existe uma confiança grande em todo o staff que está sendo montado. Confiança que conseguiremos ter um ano de sucesso", disse o executivo em sua apresentação. "Sempre que chega em um novo clube, há um processo de adaptação, mas pelo que vi aqui, 80% do que tinha quando saí se mantém. Me sinto muito à vontade aqui. O Guarani tem sua força pela camisa, estrutura. É um clube que vem brigando para subir e nos últimos anos melhorou em todos os sentidos, conquistou credibilidade. Isso é fundamental no futebol".

Escrito por:

Carlos Rodrigues