Meta é a melhoria na qualidade de vida
Publicidade

Publicado 28/06/2018 - 09h44 - Atualizado 28/06/2018 - 09h44

Por Rafaela Dias e Daniel de Camargo

Município tem serviços de sucesso na Saúde, Educação e Trabalho

Cedoc/RAC

Município tem serviços de sucesso na Saúde, Educação e Trabalho

O Brasil fechou 2016 com 116 milhões de pessoas conectadas à Internet, o equivalente a 64,7% da população com idade acima de 10 anos. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), divulgadas este ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para o presidente da Informática de Municípios Associados (IMA), Fernando Eduardo Monteiro de Carvalho Garnero, Campinas deve se tornar cada vez mais uma cidade digital, apesar de já ocupar o 8º lugar no ranking das cidades mais inteligentes do País.
A cidade é ainda a primeira não capital de Estado no levantamento geral nacional. “Essa posição significa que já evoluímos muito trazendo a tecnologia para dentro do serviço público e para a vida do cidadão. Mas ainda temos muitos desafios”, disse Garnero. Ele traça ainda um paralelo entre o Brasil e o Canadá “SE compararmos o Brasil com o Canadá, primeiro País 100% inteligente do mundo, veremos que sua população é bem menor que a nossa, chegando a 30 milhões de pessoas. Isso significa que precisamos de parcerias público-privadas para mudar essa realidade, ter mais eficiência e decisões rápidas”, avaliou.
Pesquisa do IBGE indica que 63,3% das casas brasileiras possuíam acesso ao mundo digital. O celular continua a ser o principal aparelho para acessar a internet no Brasil. Em 2016, o eletrônico era usado por 94,6% dos internautas, à frente de computadores (63,7%), tablets (16,4%) e televisões (11,3%). Segundo o IBGE, 77,1% dos brasileiros possuíam algum celular.
A compra e a distribuição de refeições escolares, já são hoje feitos pela IMA em Campinas. Garnero destaca que, os pais devem acompanhar o desempenho escolar e o comportamento dos seus filhos de perto, mas que o controle de frequência e o que esses alunos comem, pode ser checados à distância, graças à tecnologia. “Boletins eletrônicos também facilitam muito a vida desses pais”, disse. O presidente destacou ainda que a IMA se tornou especialista em sistema hospitalar. “Na semana passada concluímos 100% da implementação de um sistema que revolucionou o Mário Gatti e que em breve será implementado no Hospital Municipal Ouro Verde”. A cidade também já conta com o aplicativo CPAT Vagas, que possibilita pesquisar vagas de emprego por smartphone ou tablet IOS ou Android.
Mas para Garnero, o grande desafio é a criação de uma plataforma nacional integrada. “Nos próximos quatro anos, vamos recuperar os 13 anos de perda de avanços tecnológicos no Brasil”, conclui o presidente da IMA.

Escrito por:

Rafaela Dias e Daniel de Camargo