Publicado 09 de Junho de 2018 - 9h55

Por Daniel de Camargo

6ª edição terá pela primeira vez na história uma mulher como keynote

Divulgação

6ª edição terá pela primeira vez na história uma mulher como keynote

A 6ª edição do maior evento de tecnologia do Interior do Estado de São Paulo, DevCamp, acontece em 10 de agosto, entre as 9h e 19h10, no Expo D. Pedro, no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas. A expectativa de público gira em torno de mil pessoas. Ao todo, serão 10 horas de conteúdo, subdividas entre 25 palestrantes, que irão abordar temas importantes do seguimento categorizados em quatro painéis: DevRoots (Técnica com código), O Lado Humano da Tecnologia, Além do Código (ferramentas e metodologias) e Business Experience. Os ingressos podem ser adquiridos até 3 de agosto pelo site: http://www.devcamp.com.br/inscricao/ 

Representante da Dextra, empresa que desenvolve softwares sob medida, e organiza a conferência, Tibeti Caviglioni Daniel destaca que o diferencial de 2018, foi a inclusão de um módulo destinado a negócios. Essa trilha vai “falar de tendências e inovações tecnológicas do ponto de vista do resultado. Como o uso desses recursos tem mudado o modelo de negócio das empresas.” Tibeti esclarece que essa ação tira o evento somente do campo técnico, entrando também na parte de estratégia.

A decisão de manter o evento em Campinas se apoia na grande concentração de profissionais qualificados na área, que residem na região, segundo Tibeti. “A Região Metropolitana de Campinas (RMC) vem se destacando no cenário nacional como ecossistema importante no seguimento de tecnologia da informação. A realização do DevCamp na cidade ajuda a consolidar isso”, conclui.

Pela primeira vez na história da DevCamp, o Keynote, termo em inglês que define o orador principal, será uma mulher. A escolhida foi a norte-americana Denise Jacobs, palestrante, autora e uma evangelista da criatividade que presta consultoria a empresas de todo o mundo.

Seu discurso visa ajudar as pessoas a se tornarem colaboradores engajados, sinérgicos e líderes autênticos. Tibeti explica que a opção ambiciona “valorizar a diversidade, trazendo uma mulher para abrir um evento com público que é composto, geralmente, em 80% por homens.”

A atmosfera criada nas apresentações de Denise foi outro ponto preponderante. “O primeiro ato tem que ser feito por alguém que vai energizar os participantes. E o assunto não pode ser extremamente técnico, e tem que auxiliar as pessoas no desenvolvimento de suas carreiras, sejam elas na parte técnica ou gerencial”, explica a organizadora, esclarecendo que a estrangeira concilia esses aspectos em sua abordagem, além de tratar da criatividade no trabalho – qualidade definida por ela como fundamental.

Os demais palestrantes foram escolhidos criteriosamente, segundo Tibeti. A organizadora esclarece que eles analisam tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo. Alguns nomes são conhecidos de edições anteriores, mas há espaço para o ineditismo representados por outros profissionais.

Escrito por:

Daniel de Camargo