Publicado 10 de Abril de 2017 - 5h00

Por Maria Teresa Costa

Guilherme Campos, presidente dos Correios, vai ter que fazer muita ginástica financeira para fechar 2017 com o orçamento no azul, depois de amargar deficits sucessivos nas contas da estatal. Em 2015 a empresa fechou com R$ 2,1 bilhões no negativo e no ano passado, com rombo de R$ 2 bilhões. A estatal está diante do desafio de sair de um monopólio que está acabando, o de transporte de correspondências, e entrar no mundo maior das encomendas e logística, onde a concorrência é grande

Ineditismo

O prefeito Ivan Vicensotti, (PSDB) de Artur Nogueira, foi a Brasília buscar recursos para a cidade. Encontrou-se com os ministros das Cidades, Bruno Araújo, do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, do Turismo, Marx Beltrão e do Esporte, Leonardo Picciani. Essa foi uma das poucas vezes em que um prefeito da cidade conseguiu audiência com um ministro. Mais inédito ainda foi o fato de ter sido recebido por quatro ministros em dois dias.

FRASE

"O Temer foi o resultado dos erros da Dilma e agora o Lula poderá ser o resultado dos erros do Temer" - Cristovam Buarque, senador (PPS-DF)

Procon

A Comissão de Economia e Defesa dos Direitos do Consumidor da Câmara de Campinas vai ouvir, hoje, os advogados do Procon, Francisco Togni e Taís Tasso em assuntos relacionados à telefonia, um dos serviços que mais levam a população a acionar o órgão de defesa. Será às 15h no Plenarinho.

Autismo

Campinas criou na última sexta-feira a Frente Parlamentar do Autismo e Autistas. Paulo Freire é um dos deputados federais que está à frente do projeto. No Legislativo de Campinas os responsáveis são os vereadores Jorge da Farmácia e Professor Alberto. O objetivo da frente local é intensificar as ações em favor do autista na cidade.

Transações

Câmara de Campinas vota nest segunda-feira projeto do vereador Marcelo Silva (PSD)que obriga os cartórios de registro de imóveis a informarem à Prefeitura sobre operações de compra e venda ou de qualquer forma de transferência de propriedade de bens imóveis.

Remédios

As decisões judiciais que obrigam as prefeituras a comprarem remédios que nem fazem parte da lista básica de medicação oferecida pela rede municipal, viraram moda. Em Americana está havendo uma sangria de recursos públicos -- a cidade gasta mais de R$ 6 milhões com essas decisões, acima do despendido por Campinas.

Cem dias

Os primeiros 100 dias dos novos prefeitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) estão dando o tom do que será 2017. A prioridade é pagar salários, garantir os serviços básicos e deixar para dias melhores tudo o que puder esperar, especialmente investimentos.

Convênios

A CPFL Energia firmou dois novos convênios com universidades de Campinas, que abrem espaço para a aproximação entre o mercado e o mundo acadêmico. O projeto “Práticas de Engenharia” de 2017 manterá a parceria de três anos com a PUC-Campinas e será realizado, pela primeira vez, para alunos da Unicamp.

Nanotecnologia

O físico Adalberto Fazzio, ex-reitor da Universidade Federal do ABC (UFABC), vai assumir na segunda-feira o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), de Campinas. Ele substituirá Marcelo Knobel, eleito reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Knobel discute a formação de seu gabinete, e está analisando nomes para as pró-reitorias. Ele foi escolhido na consulta à comunidade e teve o nome referendado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB)

Escrito por:

Maria Teresa Costa