Publicado 12 de Agosto de 2016 - 0h02

Por Agência Anhanguera de Notícias

A goleira Aline Reis, revelada nas categorias de base do Guarani, disse que terá um sabor especial eliminar a Austrália

Ricardo Stuckert/CBF

A goleira Aline Reis, revelada nas categorias de base do Guarani, disse que terá um sabor especial eliminar a Austrália

Titular da Seleção Brasileira de futebol feminino no empate sem gols com a África do Sul, na última terça-feira (9), a goleira Aline Reis admite que a partida das quartas de final dos Jogos Olímpicos, contra a Austrália, nesta sexta-feira (12), às 22h, no Mineirão, terá um sabor especial. No Mundial do ano passado, realizado no Canadá, o Brasil foi eliminado pelas australianas nas oitavas de final após derrota por 1 a 0, com um gol sofrido no final da partida.

"O jogo contra a Austrália terá um gostinho de revanche. Acredito que estamos muito mais preparadas agora do que no Mundial. Sabemos que a Austrália é um time que pode surpreender a qualquer minuto. Por isso, o foco será 100%”, afirmou a goleira, que nasceu em Aguaí (SP) e mudou para Campinas ainda criança. Ela foi revelada nas categorias de base do Guarani.

Na última rodada da primeira fase, a Seleção Brasileira poupou várias titulares e ficou no 0 a 0 com a África do Sul, perdendo o 100% de aproveitamento na competição. Para Aline Reis, a equipe brasileira fez um bom jogo, mas pecou nas finalizações. “Infelizmente não conseguimos balançar a rede. Faltou um pouco mais de eficiência na hora da finalização. O lado bom é que criamos muitas chances”.

Apesar do empate na última rodada, a Seleção Brasileira vai enfrentar a Austrália com moral, após terminar na primeira colocação do Grupo E, com sete pontos. A seleção australiana, por sua vez, faz uma campanha irregular na Olimpíada e fechou a primeira fase na terceira colocação do Grupo F, com quatro pontos.

A partir das quartas de final, os jogos são eliminatórios. Se passar pela Austrália, o Brasil deverá ter uma pedreira pela frente, os Estados Unidos, atuais campeões olímpicos e mundiais. A seleção norte-americana vai enfrentar a Suécia, também nesta sexta, em Brasília.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias