Publicado 05 de Junho de 2016 - 14h48

Por Agência Anhanguera de Notícias

Chuva forte causa estragos em Campinas

AAN

Chuva forte causa estragos em Campinas

Apartamentos e casas de condomínios de Campinas, principalmente nas regiões do Taquaral, Galleria Shopping e Sousas, tiveram prejuízos com a tempestade da madrugada. Portas e janelas de vidros foram quebrados pela força do vento ou por objetos arremessados e grades de ferro foram arrancadas. Moradores se protegeram embaixo da mesa, para não serem atingidos por cacos de vidro ou objetos lançados pelo vento. Um dos condôminos precisou ser retirado do local em plena madrugada em razão de um vazamento de gás e da queda de um transformador.

No Condomínio Galleria Boulevard, o vento deixou um rastro de destruição, com carros amassados, casas destelhadas e árvores no chão. Segundo a segurança do local, o complexo possui cinco condomínios.

Destruição no condomínio Galleria Boulevard

Três árvores caíram dentro do complexo e dez carros foram amassados. “Minha casa foi atingida e meus dois carros ficaram amassados”, disse o morador Reinaldo Nunes. Alguns dos condomínios no entorno do Galleria perderam as sacadas de vidro, danificadas pelo vento, e os moradores acionaram o seguro.

O casal Gabriela e André Picolotto também detalharam os momentos de terror. “Os vidros e as portas do apartamento começaram a tremer. Parecia que ia cair. Vimos uma espécie de tornado pela janela. Tudo estava voando. Desesperador”, disse Gabriela. Ao redor do condomínio, tudo ficou destruído. Um prédio situado na frente dele teve os vidros das sacadas estourados.

O condomínio San Conrado, em Sousas, também teve muitas casas destruídas, com muros e árvores caídas, além de carros amassados. Muitos moradores lamentavam os danos e a tristeza era geral. “Na tempestade, os carros foram arrastados pelas ruas e muitos caíam em cima do outro, como o meu, que ficou destruído”, disse o morador Italo Borges. “Estava dormindo no momento da chuva e acordei com um barulho forte de trovão. Foram momentos de terror. Levou apenas cinco minutos. A parede o telhado caíram, destruindo toda a minha casa”, disse Vanda Martins.

O condomínio San Conrado teve mais de 100 casas destelhadas

Na Rua Francisco Pereira Coutinho, região do Taquaral, o edifício Raquel Mendonça Ferreira precisou ser evacuado em plena madrugada em razão de um vazamento de gás e da queda de um transformador, segundo informou a moradora Paula Maraucci.

“Foram dez minutos de terror. Achei que estivesse sendo arrebatada”, disse. Na mesma área, na Rua Luís Otávio, na frente do restaurante Gigabyte, uma árvore caiu sobre três carros. Ninguém ficou ferido. “Foi um temporal assustador. Ficamos sem água, sem luz, sem telefone e com o telhado descoberto”, afirmou Alceu Andrade, cunhado do proprietário Restaurante Coxilha do Sul.

O Condomínio Residencial Villa Vulcano, na Avenida Diogo Alvares, perdeu as grades externas, que foram levadas pelo vento. Janelas e portas de três andares tiveram as vidraças estouradas.

“Uma hora antes já estava tendo muitos raios e trovões. Não sei se foi tornado ou vendaval. Mas o vento estourou as janelas dos dois lados da minha casa. Formou um corredor de vento e tinha muito caco de vidro. A gente se protegeu debaixo da mesa para evitar que alguma coisa voasse na gente. A tempestade acabou acontecendo dentro de casa também”, afirmou a engenheira civil Thaís Trovato.

No mesmo prédio, um carro guardado na garagem foi deslocado de lugar e a cobertura de gesso também foi arrancada.

O industriário Ricardo Soares, de 40 anos teve a casa destelhada na Rua Dona Luiza de Gusmão. O poste caiu sobre um carro e as janelas de vidro da casa foram quebradas por pedaços de telhas levadas pelo vento. Na mesma rua uma caixa d’água voou mais de 10 metros. (Inaê Miranda e Daniela Nucci/AAN)

FECHADO

Outro prejuízo causado pelo temporal da madrugada foi o fechamento da mostra Campinas Decor, no Lago do Café. A organização do evento informou que, devido aos danos causados pelas fortes chuvas e vento registrados em Campinas, a mostra não abriu ao público no domingo. Segundo a nota divulgada, "a equipe está trabalhando nos reparos e em breve divulgará a previsão de reabertura do evento.”

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias