Publicado 25 de Fevereiro de 2016 - 15h51

Cirurgião-dentista Félix Roberto Rodrigues adquiriu o equipamento

Élcio Alves/AAN

Cirurgião-dentista Félix Roberto Rodrigues adquiriu o equipamento

Uma nova ferramenta tecnológica permite aos cirurgiões-dentistas visualizar toda a cavidade bucal em tela colorida por meio de imagens aumentadas em 60 vezes. O recurso tem como principal função auxiliar os profissionais na prevenção de cáries, lesões, úlceras, inflamações e infiltrações.

O cirurgião-dentista Félix Roberto Rodrigues adquiriu o equipamento para seu consultório e passou a oferecer aos clientes o check-up bucal, aconselhado por ele para pessoas de todas as idades, especialmente para aqueles acima dos 50 anos. “A câmera intra oral faz uma varredura dos dentes e dos tecidos e a ampliação permite detectar problemas ainda imperceptíveis a olho nu mas que podem derivar em complicações sérias mais adiante”, explica o cirurgião-dentista.

Entre as complicações mais graves e de risco para os pacientes ele cita a endocardite bacteriana, uma inflamação que afeta as válvulas e o tecido que reveste o coração devido à presença de bactérias que chegam ao órgão pela corrente sanguínea. “Muitas vezes, a pessoa está com alguma inflamação ou infecção assintomática na boca e as bactérias causadoras do problema entram na corrente sanguínea e chegam ao coração; é um dos casos mais letais causados por infecções bucais”, alerta.

De acordo com Rodrigues, com pouco mais de um ano de uso do equipamento em seu consultório ele já detectou problemas sérios em tecidos da cavidade bucal de alguns pacientes que teriam demorado mais tempo para descobrir sem a ferramenta. “Muitos pacientes se assustam quando veem na tela do aparelho alguma úlcera, lesão ou algum ponto de início de infecção e nem imaginavam que a situação estava tão ruim. A partir da visualização, os problemas podem ser tratados imediatamente evitando-se, assim, que evolua para um quadro mais sério”, afirma.

Rodrigues recomenda a realização do check-up a todas as pessoas ao menos uma vez ao ano. Para aqueles da terceira idade ele aconselha um cuidado ainda maior pois é comum infiltrações em dentes restaurados, com coroa ou com próteses antigas. “O check-up previne maiores complicações e evita que os problemas se agravem”, diz.

 

Segundo o cirurgião-dentista, a imagem ampliada permite ainda ao profissional tornar o diagnóstico mais preciso e a realização de um planejamento para análise da conduta mais indicada a ser tomada conforme a lesão encontrada. O objetivo, de acordo com ele, é cultivar nos pacientes o hábito de fazer o check-up para manter a saúde bucal. “Aquele velho ditado ‘a saúde começa pela boca’ deve ser levado a sério por todos”, finaliza.