Publicado 06 de Fevereiro de 2016 - 18h17

Por Maria Teresa Costa

Réplica de cera que está no túmulo do santo patrono das obras de caridade, na Igreja de São Lázaro, em Paris

Divulgação

Réplica de cera que está no túmulo do santo patrono das obras de caridade, na Igreja de São Lázaro, em Paris

Os devotos do francês São Vicente de Paulo, após mais de três séculos de sua morte, poderão conhecer como era o rosto do patrono de todas as obras de caridade da Igreja Católica. O Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, em Campinas, fará a impressão tridimensional em tamanho real do busto desse santo que morreu em 1660 e está sepultado na capela-mãe da Igreja de São Lázaro, em Paris. O trabalho vai permitir aos devotos comparar se a imagem de cera que hoje recobre os restos mortais de São Vicente é fiel ao que ele era em vida.

A reconstrução do rosto do santo será feita a partir de fotografias do crânio que foram tiradas em 1960, na última vez que foi exumado para o reconhecimento da relíquia pela Igreja Católica, nas celebrações dos 300 anos de sua morte. Os negativos em preto e branco estão sob a guarda da DePaul University, em Chicago, nos Estados Unidos. Com a autorização do uso das fotos pela universidade, e da Igreja Católica, o designer 3D e especialista em reconstrução facial Cícero Moraes, do Paraná, remontou o crânio.

As imagens recebidas foram transferidas para o computador e os registros passaram a ser cruzados graças a um algoritmo e geraram uma nuvem de pontos com o volume do crânio, que foi convertida em uma malha 3D com superfície. Essa está sendo a base para a criação de uma escultura digital, que dará vida a um busto impresso com a face aproximada que recria a identidade visual do santo.

“No caso de São Vicente de Paulo, nós vamos triangular uma série de pontos a partir das fotografias; e tendo como referência esses pontos, nós projetaremos qual seria a espessura do tecido mole (músculos, gorduras e pele), a dimensão do nariz, o tamanho dos lábios e a posição dos olhos”, disse.

Foto: Divulgação

Fotos do crânio de São Vicente de Paulo foram tiradas em 1960

Fotos do crânio de São Vicente de Paulo foram tiradas em 1960

Cícero está contando com a ajuda de uma equipe de especialistas da Universidade de São Paulo (USP) em odontologia legal, cirurgia plástica e antropólogos que levantaram as informações de como era a face que recobria o crânio e que estará no busto que o CTI irá imprimir.

Em Campinas, tecnologias de impressão tridimensional com uso de laser serão usadas para imprimir o rosto em poliamida, um tipo de nylon muito fino — as partículas têm 40 microns de diâmetro. Camada por camada do rosto será impressa. O busto sairá do CTI branco, e por isso foi necessário um trabalho mais detalhado para dar cor, como ocorreu na reconstrução de Madre Paulina.

Ainda não há uma data para finalização do trabalho e apresentação do resultado. A equipe de pesquisadores que desenvolve o projeto é a mesma envolvida nas reconstruções dos rostos de Maria Madalena, Santo Antônio de Pádua e Madre Paulina. O projeto é intermediado por José Luís Lira, que é hagiólogo (estuda a vida dos santos).

Escrito por:

Maria Teresa Costa