Publicado 29 de Julho de 2015 - 14h04

Caminhão abandonado após perseguição continha parte da carga roubada de celulares e baterias da Samsung

Alenita Ramirez/AAN

Caminhão abandonado após perseguição continha parte da carga roubada de celulares e baterias da Samsung

Uma quadrilha composta por pelo menos 20 bandidos armados de fuzil rendeu um motorista e quatro vigilantes e roubou uma carga de celulares da Samsung avaliada em cerca de R$ 1,5 milhão. O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (29), em Campinas.

Parte da carga foi recuperada em Sumaré 30 minutos após o crime, mas ninguém foi preso até o final da tarde.

O roubo ocorreu por volta das 8h40 na Rodovia Adalberto Panzan, no sentido Rodovia Anhanguera a dos Bandeirantes. A carga era da Claro, em Campinas, e seguia para o Centro de Distribuição do Magazine Luiza, em Louveira.

Segundo a Polícia Militar (PM), a carga era escoltada por dois carros quando no km 4 da pista os bandidos, em três veículos, sendo um Jetta, um Corola e o outro carro importado não identificado, fecharam o motorista do caminhão e renderam as vítimas.

Os vigias foram colocados no porta-malas dos carros dos bandidos e o motorista do caminhão obrigado a seguir até o km 5, onde há um retorno.

No local, havia um caminhão Iveco baú, produto de roubo no dia 7 de maio e estava com a placa adulterada. Os criminosos fizeram o transbordo da carga e depois colocaram as vítimas no caminhão e fugiram sentido Capital.

Os bandidos roubaram quatro coletes à prova de bala, duas armas calibre 12 e quatro revólveres calibre 38 dos vigias. "Quando chegamos ao local, as vítimas já tinham sido liberadas", contou o cabo Fiorini, da Polícia Militar Rodoviária.

Carga recuperada

A carga contava com monitoramento. Por volta das 9h30, a Central de Operações da Polícia Militar (Copom) de Sumaré recebeu denúncia da central de monitoramento informando que o sinal indicava que a carga estava pela Rua Oscar de Assis, no bairro João Paulo 2°. Viaturas foram até o local, mas não acharam nada. Os policiais passaram a fazer patrulhamento no bairro em busca do caminhão e o localizaram na Avenida Ivo Trevisan.

"Ao tentarmos abordagem, o motorista do caminhão não obedeceu ao sinal e fugiu em alta velocidade", contou o soldado Henrique.

O suspeito seguiu por uma estrada de terra, na área rural, mas perdeu a direção e atolou em uma horta. Ele fugiu a pé por uma mata. Segundo a PM, no caminhão havia apenas parte da carga. O material foi entregue para representantes da Claro.

O roubo será investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Campinas.