Publicado 28 de Novembro de 2013 - 11h03

Por Milene Moreto

Funcionários da Colepav limpam praça no Parque Via Norte: serviços serão ampliados em novo contrato

César Rodrigues/3set2013/AAN

Funcionários da Colepav limpam praça no Parque Via Norte: serviços serão ampliados em novo contrato

O Contrato do Verde, que prevê a manutenção de praças, parques e a arborização de Campinas, ficará nas mãos de duas empresas que já prestam serviços para a Prefeitura. A Colepav Ambiental foi a vencedora do lote 1, destinado à manutenção. O valor oferecido pela empresa foi de R$ 51,9 milhões. Atualmente é ela quem opera o sistema. No lote 2, que prevê a arborização e poda de árvores, a vencedora foi a MB Engenharia, com o preço de R$ 21 milhões. A empresa integra o consórcio Renova Ambiental, vencedor do milionário contrato do lixo. No total, o Executivo vai gastar R$ 73 milhões em um ano com as duas empresas. A estimativa inicial era de R$ 75 milhões.

Houve uma redução de apenas 3% no preço no pregão.O Contrato do Verde triplica o número de equipes que trabalham hoje no serviço de limpeza e manutenção de praças. O projeto é um dos prioritários do governo do prefeito Jonas Donizette (PSB). A despesa do Executivo com o novo acordo saltará de R$ 30 milhões para R$ 73 milhões anualmente. O governo trabalha com um contrato provisório com a Colepav, que vence no próximo dia 10 de dezembro. Segundo a Administração, após a adequação dos preços por parte das empresas vencedoras, com alterações que ocorreram em razão da adequação de preços no pregão, o contrato será homologado.No lote 1, participaram da concorrência sete empresas. O valor previsto pelo Executivo era de R$ 53,1 milhões. A Colepav ofereceu R$ 51,9 milhões. No lote 2, para o serviço de arborização, nove empresas concorreram. A MB ofereceu R$ 21 milhões, R$ 1,1 milhão a menos do que o governo previa gastar. Sobre o fato de as duas empresas prestadoras de serviços do atual governo terem vencido o certame, o secretário de Administração, Silvio Bernardin, afirmou que o pregão obedeceu a legalidade e que as duas empresas apresentaram o menor preço. “O que nos deixa seguro nesse processo é que tivemos muitas empresas interessadas na prestação de serviços.” A Colepav presta serviços para a Prefeitura desde o governo do prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos (PDT). O contrato venceu em dezembro de 2011 e vem sendo aditado seguidas vezes. Atualmente, a empresa cumpre um contrato de R$ 6 milhões para o período de três meses de prestação de serviços, que vence no próximo dia 10. Para homologar a concorrência feita na quarta-feira (27), Bernardin afirmou que as empresas devem enviar a nova tabela de preços estipulada durante o pregão e que, na sequência, fará a contratação. O governo afirmou que não haverá descontinuidade dos serviços.

Contrato

No lote relativo à manutenção, o vencedor terá que cuidar de praças, parques e áreas verdes e estão incluídos nessa tarefa a urbanização e reformas, a conservação, roçagem mecânica e irrigação manual. A limpeza inclui também as áreas em escolas, creches, praças esportivas, postos de saúde municipais. Em relação à arborização de áreas verdes, com coleta e transporte de podas e galhos com redução de volume, está também prevista a recomposição das espécies extraídas e plantio das mudas arbóreas, palmáceas e outras espécies. As equipes também terão que fazer levantamentos em áreas urbanas para avaliar pragas e doenças que comprometam a vida da árvore, sua estabilidade e sustentação.

Escrito por:

Milene Moreto