Publicado 28 de Julho de 2013 - 1h40

Por Delma Medeiros

Guia de brasileiras revela uma Paris ainda pouco conhecida

Divulgação

Guia de brasileiras revela uma Paris ainda pouco conhecida

Explorar os quatro cantos de Paris, visitar os famosos pontos turísticos e descobrir os locais secretos que só os moradores conhecem. Isso é o que propõe o livro Guia Paris — Cinco Roteiros em Quatro dias, (Conexão Paris, 60 páginas, R$ 35,00) escrito pelas brasileiras Lina Hauteville, moradora da Capital francesa há 30 anos, e sua filha Mariana Berutto, uma cidadã do mundo que se divide entre Belo Horizonte e Paris. A obra é resultado do profundo conhecimento do destino pelas autoras e da interação com os seguidores do blog Conexão Paris.

Mariana explica que sua mãe chegou em Paris para fazer um doutorado em sociologia e nunca mais deixou a cidade. “Ela se casou com um francês e hoje é mais parisiense que brasileira”, conta Mariana. Apaixonada pela cidade, ela sempre sonhou em escrever um guia. Mas para isso era necessário encontrar uma editora interessada e ela não se animou a levar o projeto adiante. “Com o surgimento dos blogs, foi fácil transformar esse sonho em realidade”, explica Mariana, que ajudou a criar o blog.

A partir dai, Lina passou a publicar dois posts por dia e a responder as dúvidas e comentários que surgiam. “Rapidamente, o blog se transformou em uma comunidade de apaixonados por Paris e pela cultura francesa. Aos poucos, vimos a credibilidade que construímos junto aos nossos leitores. Dai, surgiu a ideia dos guias. Fomos o primeiro blog a lançar um guia, em 2009”, diz Mariana. O sucesso foi tamanho que logo as duas fizeram uma nova edição e depois uma terceira, surgindo daí a ideia de criar a editora.

Com 8 mil cópias vendidas nas duas primeiras edições, mãe e filha relançam o livro com novos itinerários, com os circuitos se desdobrando a partir de cinco mapas e ilustrações elencando lojas e restaurantes. O guia traz indicações de pontos turísticos e apresentação de cada região.

Os roteiros foram divididos em: Paris do luxo e da moda, Paris da lendária Rive Gauche, Paris histórica e descolada, Paris dos museus e da Torre Eiffel e Paris boêmia e bucólica.

Segundo Mariana, o turista geralmente chega atrás dos grandes monumentos e museus, dos restaurantes famosos e das marcas mais conhecidas. “É claro que não se pode vir a Paris e não conhecer a Torre Eiffel ou o Arco do Triunfo. Mas se a visita ficar só nos cartões postais, ele deixará de descobrir a verdadeira essência da cidade”, comenta a escritora, citando que o parisiense foge dos pontos turísticos, que são sempre lotados. “Ele vive uma vida de bairro, faz suas compras nos pequenos comerciantes perto de casa, anda a pé ou de bicicleta, come nos bistrôs do bairro, faz piquenique nos parques, toma uma taça de champanhe nos cafés. E, claro, frequenta as exposições e espetáculos da cidade. E é nesse cotidiano que está o charme da cidade. Nossa intenção é mostrar a vida cotidiana, com suas ruelas charmosas, os comerciantes dos excelentes vinhos e queijos, as praças e parques, os cafés etc.”, comenta.

Escrito por:

Delma Medeiros