Publicado 27 de Janeiro de 2013 - 18h19

Por Adriana Leite

Grupo se mobiliza para encontrar doador de medula para menina

Edu Fortes/AAN

Grupo se mobiliza para encontrar doador de medula para menina

O rosto alegre da pequena Eduarda Valle Ros Tudela, de 7 anos, reproduzido em uma faixa pendurada na frente da Lagoa do Taquaral dá a dimensão da luta da família da menina e de amigos para salvá-la. Diagnosticada com aplasia medular, a criança depende de um transplante de medula óssea para continuar a viver. Neste domingo (27), dezenas de voluntários e amigos da família foram ao local sensibilizar os visitantes do parque sobre a importância da doação de medula.

Organizada pelo grupo campineiro Mães Amigas, a mobilização contou a participação de adultos, crianças e até de simpáticos cachorros que levavam um lencinho rosa no pescoço. A cor marcou o movimento. A iniciativa foi a primeira realizada nas ruas da cidade para buscar um doador compatível com Eduarda. Há uma campanha na internet que busca ajudar a família da menina. No evento, os voluntários explicaram aos visitantes do parque sobre a doação.

A fundadora do grupo Mães Amigas, Polyana Pinheiro, afirmou que ainda há muita dúvida entre as pessoas acerca da doação de medula óssea. "Nós decidimos nos mobilizar para conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de medula óssea. As pessoas ainda têm receio de doar porque acreditam que é colhida na coluna, que é perigoso. É um ato simples. O primeiro passo é a coleta de um pouco de sangue para o banco de possíveis doadores" , disse.

Ela salientou que todo o processo de doação, caso a pessoa seja compatível com um paciente que necessita de transplante, é realizado por uma equipe médica especializada. Polyana comentou que a mãe de Eduarda é membro do grupo Mães Amigas. "A família da Duda está batalhando muito para conseguir um doador compatível. Nós estamos ajudando a família. A mãe dela é membro do nosso grupo" , afirmou.

Saiba Mais:

Locais em Campinas de cadastramento para doadores de medula óssea:

Posto Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) - Hemocentro

Período - segunda-feira a sábado (inclusive feriados), das 7h30 às 15h

Fone (019) 3521-8705

Centro Infantil Boldrini

Posto Hospital Celso Pierro

Posto Hospital Municipal Doutor Mário Gatti

Período: os três atendem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30

Podem doar pessoas de 18 anos a 55 anos

Fonte: Mães Amigas

 

Escrito por:

Adriana Leite