Publicado 10 de Junho de 2021 - 13h59

Por André Marinho

Enquanto negociam indiretamente uma possível volta ao acordo nuclear com o Irã, os Estados Unidos retiraram nesta quinta-feira as sanções contra três indivíduos ligados ao setor de petróleo no país persa. Em atualização em seu website, o Departamento do Tesouro americano informou que retirou da lista de pessoas sob sanções Ahmad Qalehbani, Mohammad Moinie e Farzad Bazargan, todos envolvidos com a Companhia Iraniana de Petróleo (NIOC, na sigla em inglês).

Desde que Washington e Teerã iniciaram discussões indiretas sobre uma potencial retomada do pacto nuclear, os iranianos têm repetido que consideram a retirada de sanções como condição para progressos nessa área.

Já os EUA querem que o Irã pare de enriquecer urânio, que pode possibilitar a fabricação de uma bomba atômica.

O tratado nuclear foi firmado em 2015 pelo ex-presidente americano Barack Obama, mas abandonado pelo seu sucessor, Donald Trump.

Desde então, as outras potencias ocidentais signatárias do acordo têm tentado convencer os EUA a voltarem.

Após a notícia, os contratos futuros de petróleo tiveram uma brusca deterioração e chegaram a cair quase 2%, mas reduziram as perdas logo em seguida.

Por volta das 13h40, o barril do WTI para julho cedia 0,37%, a US$ 69,70, e o do Brent para agosto caía 0,47%, a US$ 71,89.

Escrito por:

André Marinho