Publicado 14 de Maio de 2021 - 13h23

Por Thaís H. Bento/Correio Popular

Niltinho teve grande chance de gol durante o tempo normal, mas não concluiu

Álvaro Jr/Ponte Press

Niltinho teve grande chance de gol durante o tempo normal, mas não concluiu

Após 30 cobranças de pênaltis, a Ponte Preta garantiu a classificação à semifinal do Troféu do Interior. O jogo contra o Botafogo ficou no 0 a 0 no tempo normal e nas penalidades a macaca venceu por 14 a 13.

As cobranças defendidas por Ygor Vinhas, que chegou ao 50º jogo nessa partida com a camisa da macaca, foram de Renatinho e Martineli. Pelo lado do adversário, Caio defendeu também o chute de Renatinho.

Com esse resultado, a Ponte fica mais perto dos R$ 252 mil reais e da vaga para a Copa do Brasil.

O jogo

Na primeira etapa, a Ponte Preta entrou ligada no jogo e aos poucos foi construindo as jogadas. Teve bola que balançou a rede, mas pelo lado de fora. O lateral Apodi também teve uma oportunidade após bom passe de Dawhan, mas não conseguiu alcançar.

A Ponte continuou apertando o adversário e perdeu diversas oportunidades de abrir o placar no primeiro tempo. Camilo abriu pela esquerda, correu e passou para Paulo Sérgio, mas o atacante estava entre dois zagueiros e não conseguiu concluir.

Entre as seis chances claras da Ponte, Camilo bateu uma bela cobrança de falta, com curva na bola, mas a trave estava no caminho e atrapalhou a chance de abrir o placar. Por outro lado, o adversário não levou nenhuma preocupação para o goleiro Ygor Vinhas. Botafogo apenas correu atrás de defender e atrapalhar o elenco campineiro.

Já no segundo tempo, o Botafogo foi aos poucos procurando o espaço em campo. A Ponte Preta teve outras oportunidades com Camilo e Niltinho, mas a bola não entrava de jeito nenhum. A posse de bola foi sendo equilibrada aos poucos, os jogadores corriam atrás de marcar uma vez, o que já garantiria a classificação, mas era um jogo difícil e ninguém tinha qualidade para concluir.

Renatinho, do time de Ribeirão Preto, foi quem levou perigo ao Ygor Vinhas. A primeira chance passou muito perto e a segunda só não converteu em gol devido à defesa de Vinhas. No final do segundo tempo, o Botafogo cresceu no jogo e, mesmo com os sete desfalques que teve para essa partida, levou perigo e assustou a macaca.

Além do resultado da partida, a Ponte pode ter outra preocupação para a seqüência. O zagueiro Rayan sentiu uma contusão muscular e foi substituído no primeiro tempo por Luizão.

No retrospecto entre as equipes, somando todas as competições, a vantagem é da Ponte Preta. Foram 33 vitórias contra 27 do Botafogo e 29 empates.

 

Semifinal

Para a próxima etapa da competição, já estão classificados Novorizontino (melhor campanha), Ituano, que venceu o Santo André por 5 a 1 na quinta-feira, e Ponte Preta. Para o cruzamento ainda resta uma equipe: o time do interior com a melhor campanha que for eliminado das quartas de final do Paulistão. Será RB Bragantino ou Ferroviária, que jogam nesta sexta-feira contra Palmeiras e São Paulo, respectivamente.

Guarani e Inter de Limeira foram eliminados das quartas de final do campeonato, mas não obtiveram bom desempenho geral.

Após os quatro clubes estarem definidos, a FPF organizará 1º x 4º e 2º x 3º, de acordo com o desempenho total nas fases do Paulistão, para a definição da semifinal. Essa fase também será de jogo único e com penalidades, caso necessário.

Escrito por:

Thaís H. Bento/Correio Popular