Publicado 16 de Maio de 2021 - 16h28

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular

Alckmin e o futuro

O destino partidário do ex-governador Geraldo Alckmin parece estar selado. Sem cerimônias e refreios, ele avisou, na sexta-feira, o comando do PSDB nacional que está voando para fora do ninho tucano. Pretendente a uma legenda de governador em 2022, Alckmin sente o clima e as dificuldades em manter sua pretensão, ante as ações e os diálogos com Doria. Amigos ponderam sua condição de membro fundador do PSDB. Mas o caminho está aberto: o Democratas, de ACM Neto, escancarou as portas.

Alckmin e o futuro 2

A correligionários, Geraldo Alckmin tem confidenciado sua intenção de ingressar na disputa das prévias do PSDB que irá esolher o candidato a governador. Alckmin mantinha diálogos com Doria, que passaram a ser ásperos e ríspidos nas últimas semanas. Mas o panorama mudou e o clima azedou. Em diálogo mais recente, o ex-governador ouviu do atual governador a desafiante avaliação de que “não tem condições de ser candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB”.

Governo ético é uma obrigação. Para mim, só o governo ético é eficiente”

Geraldo Alckmin, ex-governador de SP

USOS E FRUTOS

A definição sobre a cessão de prédios do estado de São Paulo para a ocupação de órgãos públicos municipais será dada nos próximos dias pelo governador João Doria. Em várias cidades há pedidos. A Prefeitura de Campinas reivindica o uso do prédio administrativo do Instituto Agronômico (IAC).

PELAS CRIANÇAS

A Comissão da Mulher da Câmara de Vereadores de Campinas, em conjunto com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, mantém reunião online, nesta segunda-feira, para debater com especialistas formas de combate ao abuso sexual de crianças.

LANCHES & ACEPIPES

A semana será importante na Câmara Municipal para discussões e medidas propostas pelos veradores Arnaldo Salvetti e Carlinhos Camelô, que preconizam uma revisão do uso do solo público na cidade, com vistas a permitir o aumento do comércio ambulante, gerando novos negócios e empregabilidade.

BOCA SUJA

Rodrigo Maia, deputado e ex-presidente da Câmara Federal, cavou sua expulsão do Democratas. A bancada do partido cravou sua saída após Maia dirigir ofensas ao presidente da sigla, ACM Neto, que foi chamado de “oportunista”, “malandro baiano” e “baixinho sem caráter”.

BOMBARDEIO

A divulgação de pesquisas colocando Luiz Inácio Lula da Silva à frente da corrida presidencial de 2022 levou o presidente Jair Bolsonaro a mirar suas armas na direção do petista: “Ele só ganhará se houver fraude eleitoral”.

VOTO NA URNA

A proposta do voto impresso, defendida por Bolsonaro, mereceu reparos e pedrada da parte do ministro Luiz Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

VOTO NA URNA 2

Um dia após a Câmara Federal instalar comissão para avaliar a proposta, Barroso lançou campanha para esclarecer sobre a segurança das urnas eletrônicas.

***

Barroso considerou o voto impresso “um retrocesso”, e proclamou: “Voto impresso será inútil para quem queira fazer o discurso da fraude”.

CRÔNICA DO ZAIMAN

O jornalista Zaiman de Brito Franco, cronista da cidade, lembra epísódio da romântica política local: “Antonio Mendonça de Barros foi o prefeito que construiu a rede de água e esgotos em Campinas. Foi um belo investimento. Os amigos diziam que estava enterrando obras que ninguém via, e que seria prejudicado politicamente. Mineiro calmo, ele dizia: ‘Não importa, as gerações futuras hão de me agradecer”.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular