Publicado 03 de Maio de 2021 - 16h10

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular

Maio turbulento

O Primeiro de Maio sempre foi uma data marcante na vida nacional. Momento de união e de reflexões para a classe trabalhadora em torno de seus enfrentamentos com a legislação e o capital. Este ano, a data confluiu para o imponderável, e resultou em cenas degradantes de choques e de violência com graves máculas ideológicas que vão influir no panorama político e social do país. Em tempos de pandemia, tudo o que o Brasil não precisa é ter patrões e trabalhadores se engalfinhando pelas ruas.

Maio turbulento 2

Com o mercado e a indústria em petição de miséria, com o trabalho precarizado e uberizado - milhões na fila do desemprego -, o momento é para cuidados com a saúde das pessoas, com a vida, mas evidenciando-se um novo panorama: o do entendimento e da conciliação, o da reunião de pensamentos, ideias e esforços com o fito de recolher os cacos e realizar a reconstrução do país, a recuperação econômica e o equilíbrio social.

"O bem que o Estado pode fazer é limitado; o mal, infinito. O que ele pode nos dar é sempre menos do que nos tira", Paulo Paim, filósofo e historiado

LEGISLATIVO EM FOCO

A atual legislatura em Campinas, iniciada em 1.° de janeiro, os 33 vereadores que renovaram ou reocuparam as cadeiras do prédio localizado na avenida da Saudade, não teve uma aula inaugural satisfatória.

LEGISLATIVO EM FOCO 2

Com desencontros e necessidades de adaptação, os vereadores tatearam no escuro nos primeiros quatro meses de 2021, produzindo mais celeumas, conflitos e bate-bocas do que propriamente trabalho.

AÇÕES E COMISSÕES

Contudo, há algo ponderável e notável nos trabalhos paralelos e de suporte ao insumo maior legislativo que se evidencia nas ações e resoluções das comissões permanentes da Câmara Municipal de Campinas.

AÇÕES E COMISSÕES 2

Mais do que em outros tempos, as comissões da Câmara relizaram esforços de contribuição para a busca de resolução a temas e problemas da cidade e de sua população.

AÇÕES E COMISSÕES 3

Entre as comissões que mais se destacaram, e que estão propiciando radiografias, levantamentos e indicativos de soluções estão a de Estudos do Campo Grande e a dos Impactos Econômicos na Pandemia.

***

Outras com bom desempenho, são as do Solo Público, a da Constituição, a de Defesa dos Direitos Humanos, a de Política Urbana, a de Política Social e a de Cultura. Excelente trabalho.

ADEUS AO PENSADOR

Antonio Paim, áulico e expoente do pensamento liberal brasileiro, morreu ontem, aos 94 anos. Filósofo e historiador, era natural da Bahia e se iniciou na vida política militando no extinto Partido Comunista Brasileiro.

***

Paim atuou como jornalista no Tribuna Popular, vinculado ao partido. Vencedor do Prêmio Jabuti em 1985, tornou-se referência para inúmeros políticos e gestores. Foi inspirador intelectual de figuras do governo Bolsonaro.

A VOZ DO MORRO

Cláudio Castro assumiu ontem em definitivo o governo do Rio de Janeiro, após o impeachment de Wilson Witzel. Castro foi saudado com otimismo no Palácio Guanabara.

***

Cantor católico, Castro é advogado, tendo cumprido mandato de vereador. É citado na Justiça em delação.

VOZ DISTOANTE

Ernesto Araújo, ex-chanceler com muitas caneladas no mercado internacional e no governo chinês - prejudicando relações estáveis com o Brasil -, agora se queixa de Bolsonaro, e diz que o presidente afastou-se do seu foco original.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular