Publicado 13 de Maio de 2021 - 11h45

Por Edson Silva/Correio Popular

Suspeito (imagem) usa em sua própria identificação nas redes sociais o nome do personagem Toretto, vivido por Vin Diesel na franquia Velozes & Furiosos

Fotos: Redes sociais/Divulgação

Suspeito (imagem) usa em sua própria identificação nas redes sociais o nome do personagem Toretto, vivido por Vin Diesel na franquia Velozes & Furiosos

A Polícia Civil de Campinas está buscando localizar um homem, da Região Nordeste, que, aparentemente, seduzia vítimas por meio de uma rede social paga, voltada ao público LGBT. Após dez dias de investigações, a polícia identificou e fez o reconhecimento do suspeito em um caso de roubo com uso de violência, ocorrido há dois anos (maio de 2019), no bairro Cambuí. Na ocasião, o acusado usou uma tesoura, ameaçando atingir o pescoço da vítima, e roubou cerca de R$ 4 mil.

Suspeito usa em sua própria identificação nas redes sociais o nome do personagem Toretto, vivido por Vin Diesel (imagem) na franquia "Velozes &Furiosos"

A vítima, um cabeleireiro, atualmente está fora do país, morando na Europa. O assaltante usava da aparência física, semelhante a de um artista de uma série conhecida de filmes de ação, como um atrativo para seduzir e convencer as vítimas.

 

Embora a polícia de Campinas tenha identificado duas vítimas na cidade, até o momento, não se descarta que haja muitas outras, não só na região de Campinas como em outras do país.

As investigações são comandas pelo delegado André Schmutzler Moreira, titular do 13º DP(Cambuí). Um dos crimes, ocorrido dois meses após o roubo, foi de violência sexual (estupro), em que o suspeito, aparentemente, não usou a estratégia de contato da rede social. Embora a vítima, uma mulher de 26 anos, fosse homossexual, na época, 2019, foi atacada e sofreu o estupro. Segundo a polícia, o ataque ocorreu após ela ser apresentada pessoalmente ao criminoso por uma amiga de ambos.

Equipes do 13º DP apresentaram relatório do caso na 1ª Delegacia Seccional de Polícia de Campinas, com a identificação do acusado.

No nome do suspeito está incluído o nome de um personagem interpretado pelo ator Vin Diesel em filmes de ação ("Velozes e Furiosos") o que indica para polícia que era um artifício que ele usava junto com suas fotos reais para seduzir suas vítimas. As investigações prosseguem com o objetivo de localizar mais vítimas e, principalmente, chegar ao atual paradeiro do suspeito.

A polícia não descarta a possibilidade dele ter viajado de um estado para outro com os recursos das eventuais vítimas dos roubos. “Estamos em buscas dessas e de outras provas contra o assaltante, que agora é, sabidamente, também de violência sexual”, disse um dos policiais empenhados no esclarecimento do caso, que não revelou mais detalhes para não prejudicar as investigações. Ele ressaltou que as vítimas devem procurar a polícia para formalizar denúncias contra o criminoso.

O caso de violência sexual foi em bairro da periferia de Campinas. Quanto ao roubo no Cambuí, além da razoável quantidade em dinheiro, o acusado levou o celular e um calçado da vítima, segundo a polícia. O homem, nascido na Região Nordeste, não tem antecedentes criminais em São Paulo. Ele foi indiciado indiretamente e representado pela decretação de sua prisão preventiva. O caso da violência sexual segue em investigação na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Campinas.

Escrito por:

Edson Silva/Correio Popular