Publicado 07 de Maio de 2021 - 10h45

Por Correio Popular

Voluntária do Instituto Padre Haroldo distribui cestas básicas para famílias carentes durante a pandemia

Cedoc/ Correio Popular

Voluntária do Instituto Padre Haroldo distribui cestas básicas para famílias carentes durante a pandemia

Durante todo o mês de maio o Instituto Padre Haroldo (IPH) promove a Campanha Solidariedade, para captar novos doadores, pontuais ou recorrentes, para doações de qualquer valor. O objetivo é gerar renda para ações sociais do IPH, que teve mais de 30% de sua arrecadação externa prejudicada por conta da pandemia. A realização de eventos, a promoção de bazares e a locação de espaços para eventos e treinamentos (Centro de Eventos Loyola) são as fontes de recursos mais prejudicadas.

Para Lúcia Sdoia, presidente do IPH, "o período tem sido desafiador. "Temos travado um esforço de adaptação, tanto nas rotinas de atendimento quanto na captação de recursos, criando eventos no esquema drive trhu e delivery. Não paramos o atendimento das pessoas em vulnerabilidade social em todo o período da pandemia, assistindo mensalmente cerca de 550 famílias muito necessitadas com doação de alimentos e itens de higiene e limpeza, além dos mais de 3 mil atendidos nos diversos serviços", afirma.

A pobreza, segundo ela, vem aumentando. Os convênios públicos arcam com cerca de 65% dos custos gerais da instituição. "Com a queda da arrecadação, precisamos do apoio da sociedade e das empresas para que seja possível continuar com as nossas importantes ações sociais, em atenção às pessoas em vulnerabilidade social", acrescenta Lúcia.

As doações podem ser realizadas através do site do IPH (padreharoldo.org.br) ou através de atendentes, via telefone ou WhatsApp - (19) 97415-6063. O Instituto Padre Haroldo promove atualmente 13 serviços em benefício da sociedade, que ocorrem em dez endereços diferentes. Os públicos atendidos incluem gestantes, bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos - homens, mulheres e transgêneros.

Os quatro eixos de trabalho estão distribuídos em: Prevenção e Educação, que promove educação social com crianças e adolescentes; Acolhimento residencial, que recebe em diferentes residências jovens, gestantes e seus filhos, e pessoas em situação de rua; Tratamento e Recuperação para dependentes químicos nas comunidades terapêuticas; Trabalho e Renda, promovendo capacitação e empregabilidade.

Escrito por:

Correio Popular