Publicado 04 de Maio de 2021 - 10h29

Por Correio Popular

Veículos envolvidos na colisão provocada pelos adolescentes em fuga: susto em motoristas e pedestres

Diogo Zacarias/ Correio Popular

Veículos envolvidos na colisão provocada pelos adolescentes em fuga: susto em motoristas e pedestres

Uma perseguição da Guarda Municipal de Campinas a um veículo roubado na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul) assustou quem trafegava na segunda-feira à tarde pela via, umas das mais movimentadas do município. O susto não foi apenas dos pedestres e motoristas que passavam por aquele local, mas principalmente das vítimas do crime, entre as quais uma mulher grávida. Três adolescentes foram apreendidos, sendo que um deles se feriu levemente.

Durante patrulhamento tático, equipes da Superintendência de Ações Especiais (SAE) da GM receberam informações sobre o roubo de um Chevrolet Tracker cinza, que trafegava pela rodovia Heitor Penteado, no Jardim Guarani. Teve início uma perseguição que se estendeu até a Norte-Sul. Lá, o motorista do carro roubado perdeu o controle, bateu em três veículos e capotou. Os três adolescentes que ocupavam o Tracker foram apreendidos. "Depois do capotamento, eles fugiram do veículo, mas como nós já tínhamos pelo menos duas viaturas no local, conseguimos apreender todos eles", contou a comandante da Guarda, Maria de Lourdes Soares.

Veículos envolvidos na colisão provocada pelos adolescentes em fuga: susto em motoristas e pedestres

O marceneiro Leandro Soares levava a mulher, grávida, para um exame médico, mas teve o carro dele envolvido na batida. "A gente fica preocupado por passar um nervoso desses. Estamos bem agora, graças a Deus. Só que a gente fica no prejuízo. Meu Renault era novo. Trabalhamos para conquistar as coisas, mas vem esse pessoal que pai e mãe não criam direito e acaba virando esses marginais, fazendo essas coisas no patrimônio do próximo", disse.

"Olhei no retrovisor, e vi um carro fazendo zigue-zague, cortando vários veículos. Ele iria bater meu carro, atingindo a gente em cheio, mas eu conseguir tirar, virando o máximo que eu pude para a direita. Ele bateu em mim, mas só pegou de raspão", completou Soares. A administradora de eventos Heloísa Helena Diederichsen também foi uma das vítimas. Foi no carro dela que o trio bateu antes de capotar. "Eu senti como se fosse um soco na cabeça. Um tranco muito grande no corpo. Eu fiquei com medo de bater o meu rosto no vidro, e me segurei inteira para não ir para frente, e veio aquele sacolejo. Mas, estou viva. É um susto muito grande", disse.

Mesmo durante o incidente, Heloísa conta ter pensado no próximo. "Eu queria jogar o meu carro no canteiro central, mas eu fiquei com medo de pegar alguém, de matar alguém, mesmo porque aqui é ciclovia. Então, eu segurei o meu carro no meio da rua". Os três adolescentes têm 14, 15 e 16 anos de idade, e foram encaminhados pela GM ao 5º Distrito Policial (5º DP), no Jardim Amazonas.

Um deles sofreu um arranhão e passou por atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O trio roubou o Chevrolet de uma mulher que estava saindo de casa. Ela foi rendida com uma arma de fogo. A pistola foi apreendida pela GM.

Escrito por:

Correio Popular