Publicado 16 de Maio de 2021 - 13h42

Por Estadão Conteúdo

O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, avaliou que o prefeito paulista Bruno Covas, que faleceu na manhã deste domingo (16), em decorrência de um câncer contra o qual lutava desde 2019, será lembrado pelo seu carisma e realizações, lamentado a perda do que classificou como uma "uma jovem e promissora liderança política".

"Temos certeza de que será lembrado por seu carisma, suas realizações e seus posicionamentos democráticos: sempre aberto ao diálogo com os amplos setores da sociedade, entre eles o movimento sindical. Perdemos, enfim, uma jovem e promissora liderança política", disse Torres em nota.

Covas morreu na manhã deste domingo aos 41 anos. Ele lutava desde novembro de 2019 contra um câncer que, inicialmente, atingiu o trato digestivo. Nas últimas semanas, exames detectaram novos tumores no fígado, na estrutura da bacia e na coluna vertebral.

Escrito por:

Estadão Conteúdo