Publicado 12 de Maio de 2021 - 11h26

Por Estadão Conteúdo

A CPI da Covid abriu a sessão em que irá ouvir, nesta quarta-feira, 12, o ex-secretário de Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten. O depoimento de Wajngarten está entre os mais aguardados pelos senadores em razão da postura crítica que ele adotou contra o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, após deixar o cargo no governo. Apesar da abertura da sessão da CPI, o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), reafirmou que depoimento de Wajngarten começará às 10h

Além de ouvir o ex-secretário de Comunicação da Presidência, a CPI da Covid também deve analisar uma série de requerimentos, entre eles para solicitar ao ex-ministro Pazuello o resultado do exame para detecção de covid-19, e a convocação da secretária de Gestão do Trabalho e da Educação no Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, que ficou conhecida como "capitã cloroquina".

Ao todo, são 14 requerimentos na pauta. Ontem, o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), já tinha avisado, mesmo antes da convocação ser aprovada, que Mayra Pinheiro deverá falar à CPI no dia 20 de maio.

O exame de covid do general Pazzuelo é requisitado pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Depois de alegar ter tido contato com dois infectados pela doença e pedir que seu depoimento à comissão fosse adiado, o ex-ministro recebeu dois dias depois a visita do ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni. Revelado pelo Estadão/Broadcast, o episódio desagradou os integrantes da CPI.

"Uma vez que o protocolo de segurança sanitária exige o isolamento daqueles que tiveram contato com pessoas infectadas por 14 dias, é importante saber se o ex-ministro realizou exame antes de receber o ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni", afirmou Randolfe.

Devem ser votados também requerimentos que solicitam ao Ministério das Relações Exteriores e à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) informações acerca das declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre uma "guerra química". Os senadores também querem do Itamaraty todas os dados, telegramas e documentos sobre a obtenção de cloroquina para o Brasil durante a pandemia da covid-19, além de vacinas.

Escrito por:

Estadão Conteúdo