Publicado 07 de Maio de 2021 - 10h50

Por Estadão Conteúdo

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) diz estar dando apoio ao governo brasileiro para buscar, junto à Arábia Saudita, justificativas à suspensão das importações de carne de frango de onze frigoríficos brasileiros, dentre eles sete unidades da JBS. Em nota enviada à reportagem, a entidade diz que a decisão é "surpreendente" e que vai trabalhar junto aos Ministérios da Agricultura e das Relações Exteriores para o restabelecimento das habilitações no menor prazo possível.

Assim como as pastas, a ABPA endossa "o reconhecimento internacional das empresas brasileiras, seja pelo cumprimento de critérios técnicos, pela qualidade e por todos os demais pontos estabelecidos pelas nações importadoras".

A decisão do governo saudita consta em documento publicado nesta quinta-feira (6) no site oficial da Saudi Food & Drug Authority (SFDA), a agência governamental que regula alimentos e medicamentos no país. As restrições começarão a valer a partir do dia 23 deste mês, mas o motivo não foi informado.

Dentre os vetos, estão sete unidades da JBS divididas entre a Seara Alimentos e a JBS Aves, três fábricas da Vibra Agroindustrial S/A e uma da companhia Agroaraçá Alimentos.

Escrito por:

Estadão Conteúdo