Publicado 01 de Maio de 2021 - 4h43

Por AFP

A jornalista investigativa filipina Maria Ressa recebeu o Prêmio de Liberdade de Imprensa Unesco/Guillermo Cano 2021, anunciou a agência da ONU com sede em Paris nesta terça-feira (27).

Ressa, de 57 anos, diretora do site Rappler, tem sofrido assédio judicial nos últimos anos por causa de suas reportagens detalhadas, além de ameaças e cyberbullying, lembrou a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Envolvida na defesa da liberdade de imprensa, a ex-repórter investigativa da CNN no Sudeste Asiático "foi presa por supostos crimes relacionados ao exercício de sua profissão", e ao mesmo tempo "chegou a receber uma média de mais de 90 mensagens de ódio por hora no Facebook", afirmou a Unesco.

"A luta infalível de Maria Ressa pela liberdade de expressão é um exemplo para inúmeros jornalistas no mundo inteiro", declarou a presidente do júri internacional da premiação, Marilu Mastrogiovanni.

O prêmio, criado em memória do jornalista colombiano Guillermo Cano, assassinado em 1986, vale 25 mil dólares.

jg/lp/mba/jz/mb/ic

Escrito por:

AFP