Publicado 01 de Maio de 2021 - 1h00

Por AFP

Pelo menos duas pessoas morreram nesta terça-feira (27) em manifestações contra a junta militar que governa o Chade desde a morte do presidente Idriss Déby Itno, há uma semana, informaram fontes oficiais.

Um jovem de 21 anos morreu após ser baleado pela polícia. Uma mulher que viajava em um ônibus atacado por manifestantes na capital N"Djamena também morreu.

As manifestações, que não foram massivas, foram convocadas por partidos da oposição e organizações da sociedade civil contra o conselho de transição que governa o país desde a morte do presidente e que é presidido por seu filho, Mahamat Idriss Déby.

Policiais e militares dispersaram os protestos, que não haviam recebido autorização.

A França condenou esses atos violentos e o presidente Emmanuel Macron disse que seu país apoiava uma "transição pacífica, democrática e inclusiva" no Chade.

ah-meb/bl/mar/mr

Escrito por:

AFP