Publicado 28 de Abril de 2021 - 19h05

Apesar do apelo das autoridades, em várias regiões de Campinas verificou-se diversos pontos de aglomeração no final de semana, que deixaram indignados os moradores que seguem à risca a determinação do isolamento social como forma de reduzir a disseminação da Covid-19. Entre as situações denunciadas ao Correio Popular estão a de um jogo de futebol, no Parque Industrial, a realização da Feira do Rolo, que acontece sempre aos finais de semana na região do Campo Belo, e a grande presença de pessoas, inclusive de crianças, nas trilhas que cortam o distrito de Joaquim Egídio. Campinas registra 13 mortes decorrentes de coronavírus e 268 casos confirmados.

Os moradores do distrito de Joaquim Egídio, por exemplo, reclamaram do alto número de turistas que frequentaram a trilha da Estação Ambiental, sem o uso de máscaras. "Havia muitas crianças. Era gente de bicicleta, de moto, a pé, enfim, as pessoas olhavam para a gente como se estivéssemos errados. Temos medo de ser contaminados. Se foi dito para ter isolamento, cada um tem que fazer sua parte", disse uma artesã de 37 anos, cujo nome foi preservado. "Ontem (domingo) pela manhã havia mais de 100 carros, cada um com 3 ou cinco pessoas no interior", falou.

No Parque Industrial, cerca de 20 pessoas com mais de 40 anos de idade participaram de uma partida de futebol amador em um campo localizado na Rua Dois Córregos, na manhã de domingo. A vizinhança que acompanhou a movimentação ficou indignada.

Além da partida, também foi registrado uma aglomeração considerável de pessoas na Feira do Rolo, realizada na Rodovia Miguel Melhado Campos, na região do Campo Belo. Regiões como Campo Grande e Ouro Verde também registraram grande fluxo de pessoas em ruas e estabelecimentos comerciais. À noite, até um pagode foi realizado em uma via do Jardim Santa Lúcia.

Prefeitura

Em nota, a Prefeitura recomendou isolamento e distanciamento social até o dia 10 de maio, conforme decreto publicado em Diário Oficial no dia 22 de abril. "Por isso, quem pode, quem não exerce atividade essencial, deve ficar em casa e sair apenas quando há necessidade", frisou.

O Poder Público ainda citou que a Guarda Municipal tem feito patrulhamento e orientado a população para evitar aglomerações, como forma de combater a disseminação do coronavírus. "Por isso é importante que as pessoas tenham consciência e cumpram as medidas", pediu.

Municípios ampliam taxa de isolamento

As dez cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), monitoradas pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi-SP) do Governo de São Paulo, ampliaram no domingo a taxa de isolamento social e registraram a média de 57,8%, ante 52% no sábado, ainda assim abaixo da média do Estado de São Paulo e distante dos 70% considerados ideais para a contenção da pandemia. As maiores taxas, de 62%, ocorreram em Paulínia e Vinhedo e as menores, de 55%, em Campinas, Itatiba e Santa Bárbara d´Oeste. Sumaré registrou 56%, enquanto Americana e Indaiatuba ficaram em 57% de isolamento. Já Valinhos teve 58% e Hortolândia, 61%.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo Claro, Oi e TIM para que o Estado possa consultar informações agregadas sobre deslocamento nos 645 municípios paulistas. (Maria Teresa Costa/AAN)