Publicado 20 de Abril de 2021 - 5h30

A Prefeitura de Campinas publica na próxima terça-feira, dia 22, no Diário Oficial, o edital do processo seletivo para candidatos do projeto Dr. de Plantão. Serão cem vagas divididas em três especialidades. A contratação de médicos avulsos foi anunciada pelo Executivo no mês passado e tem como objetivo aliviar a falta de plantonistas na emergência nos PAs Campo Grande e Anchieta e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu).

As inscrições começam na quarta-feira e seguem até 7 de maio. Devem ser feitas por meio do portal da Prefeitura (www.campinas.sp.gov.br). O edital vai divulgar a forma que ocorrerá o processo de escolha dos candidatos, que precisam entregar uma série de documentos. As vagas são para 60 clínicos, 35 pediatras e cinco psiquiatras. Em um primeiro momento as vagas são nas três unidades de saúde que atendem 24 horas por dia. Porém, a pasta de Saúde não descarta a necessidade de enviar os plantonistas para postos de saúde caso seja necessário. A carga horária do plantão é de 12 horas. Durante a semana (segunda à sexta-feira) o salário será R$ 921,59. Aos finais de semana o valor sobe para

R$ 1.230,58. A Prefeitura também divulgou o valor do pagamento para os plantões de Natal e Ano Novo: R$ 1.810,92. Para participar, o médico tem que trabalhar com ao menos um plantão por mês e no máximo 13. O profissional que fizer mais de dez plantões por mês tem direito também a receber um vale-alimentação no valor de

R$ 590,00. Todos têm adicional de insalubridade: R$ 133,75 pago uma vez por mês. Eles também ganharão 13 salário proporcional ao período trabalhado. O contrato para o profissional interessado será de ao menos um ano. O secretário de Saúde, Carmino de Souza, explicou que há falta de interesse por parte dos médicos em realizar plantões na rede pública devido aos salários. Os que realizam esse tipo de serviço, paralelo ao atendimento em unidades básicas, por exemplo, ganham como “horas suplementares”. O valor corresponde a cerca de 30% ao que está sendo proposto agora. Hoje o valor do plantão varia entre R$ 300 e R$ 500, segundo o secretário. (Luciana Félix/AAN)