Publicado 30 de Abril de 2021 - 16h11

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular

O Aeroporto de Viracopos viveu na noite de ontem intensa movimentação, com a presença de autoridades federais nunca vista antes. Foi a recepção de um milhão de doses de vacinas da Pfizer. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, presidiu breve solenidade, com discurso seu e do ministro das Comunicações, Fábio Faria. Ambos ressaltaram esforços do governo Bolsonaro para o controle da pandemia e prometeram programa de vacinção massiva. Não deixou de ser palanque político.

 

Socorro aos pequenos

Em reunião, ontem, na FIESP/CIESP, Rafael Cervone, vice-presidente da entidade defendeu a ampliação dos prazos de carência e de pagamento de empréstimos já concedidos a pequenas e médias empresas que enfrentam dificuldades de caixa por conta da segunda onda de covid-19. Cervone pediu a concessão urgente de nova rodada de aporte de recursos do Pronampe - programa especial para o segmento -, com valores já no Orçamento da União.

“A CPI da Covid é a mais importante da história do Congresso Nacional”

Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI da Covid

 

 

MICROFONE LIGADO

Na solenidade em Viracopos, o prefeito Dário Saadi foi a primeira autoridade a usar a palavra. Dário foi sintético e rápido. Ao deixar o púlpito, comentou com assessor ao lado: “Fui curto e grosso”. A frase foi ao ar em rede nacional.

 

SOS TURISMO

Ontem foi a vez de representantes do setor de Turismo e Hotelaria de Campinas - fortemente afetado pelas restrições impostas pela pandemia -, a se reunir na Câmara Municipal, para pedir socorro. O Turismo emprega mais de 150 mil pessoas na cidade.

 

NOS BANDEIRANTES

O deputado estadual Rafa Zimbaldi passou a tarde de ontem no Palácio dos Bandeirantes, em reunião com o secretário do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

 

NOS BANDEIRANTES 2

Segundo assessores de Zimbaldi, o assunto versou sobre investimentos do Estado para a saúde da RMC e a aprovação na Alesp do programa “Bolsa do Povo”. Especula-se uma reaproximação política com o grupo tucano, com vistas às eleições de 2022.

 

AQUECENDO A CHAPA

Enquanto a maioria dos postulantes a uma candidatura à Presidência, em 2022, move-se com cautelas e reservas, duas figuras de projeção mantiveram ontem franca e aberta conversação sobre a corrida eleitoral, sinalizando a possibilidade de uma chapa fechada para presidente e governador. O médico Geraldo Alckmin e o apresentador Luciano Huck esboçaram composição: Huck na cabeça da chapa e Alckmin como postulante a mais um mandato de governador paulista. “Foi só troca de ideia”, disseram.

 

TOURO MECÂNICO

Renan Calheiros na relatoria da CPI da Covid faz lembrar o velho ponta e técnico de futebol Mário Jorge Lobo Zagallo: “Vocês vão ter que me engolir”.

 

TOURO MECÂNICO 2

Depois da tentativa de afastá-lo por meio de liminar da Justiça, o ministro Ricardo Lewandowski, do STF negou pedido encaminhado por senadores governistas para sua substituição. Renan continua na mesa dos trabalhos da CPI sob o pesado bombardeio de desafetos.

 

AGENDA CHEIA

A CPI da Covid terá agenda cheia na semana que vem, com depoentes que passaram pelo Ministério da Saúde. Na terça-feira, 4, serão ouvidos os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Na quarta-feira, será a vez do general Eduardo Pazuello. Na quinta, Marcelo Queiroga.

 

ESCOLA MILITAR

Com apoio da deputada Valéria Bolsonaro, o vereador Nelson Hossri voltou a defender a implantação em Campinas de escolas cívico-militares em unidades da rede estadual de ensino.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular