Publicado 25 de Abril de 2021 - 14h14

Por Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular

À espera dos resultados

A fala do presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima caiu bem nos ouvidos dos grandes patriarcas do Primeiro Mundo. O presidente mudou o tom crítico em relação aos países dominantes, em especial a França, e não só defendeu a Amazônia como pediu ajuda de nações e empresas para a sua preservação. Por fim, prometeu a neutralidade climática até 2050. Governantes e ambientalistas acolheram bem seu discurso. Já, Joe Biden e autoridades dos EUA esperam por “planos sólidos”.

Passando por cima

A conversação entre as cúpulas nacionais de PT e PSB sobre possível aliança para 2022 desagrada as bases, e não é um fato isolado. Vários partidos começam a se mobilizar em municípios e bases estaduais, na busca de mostrar riscos e ameaças a seus candidatos a cargos mais diversos, desde as assembleias legislativas ao Senado, passando até por governos de estados. Para os menos graduados, essas alianças são boas em cima. Embaixo, a coisa pega.

"Me pareceu que vivemos em outra dimensão. Alice deve estar estranhando as novas companhias no País das Maravilhas", Luciano Huck, sobre o discurso de Bolsonaro

IMPACTO ECONÔMICO

O economista Laerte Martins, da Associação Comercial e Industrial de Campinas, é a personalidade da reunião da Comissão Especial de Estudos dos Impactos Econômicos e Sociais da pandemia, na segunda-feira, 26.

IMPACTO ECONÔMICO 2

O presidente da Comissão, vereador Luiz Rossini (PV), colocou na pauta da quinta reunião deste ano a discussão dos efeitos da pandemia à luz do segmento econômico de Campinas.

***

“Sabemos que a crise sanitária, com medidas duras de isolamento social, atingiu em cheio o comércio. Quero um diagnóstico em mãos para apontar soluções que possam reverter esse quadro”, justifica Rossini.

SUBSTITUTIVO

A Lei de Segurança Nacional, que pode ser usada para perseguir inimigos do poder, começa a ser substituída no Congresso Nacional. Um substitutivo foi protocolado ontem e deverá ser votado até a próxima terça-feira, dia 27.

SUBSTITUTIVO 2

O projeto revoga a LSN e prevê punições severas a tentativas e atos que preconizem incitar as Forças Armadas contra outros poderes e instituições constituídos, bem como contra a sociedade. A relatora é a deputada Margarete Coelho, do (PP-Piauí). A medida é tida como certa e aprovada.

CENSO AGORA

Adiado por duas vezes, o Censo do IBGE para este ano preocupa por prejudicar o repasse e recursos federais para políticas sociais e socorro aos municípios e suas políticas públicas.

CENSO AGORA 2

No Legislativo campineiro, o vereador Paulo Bufalo submeteu ao Plenário moção de apelo à Comissão do Orçamento da Câmara Federal para que seja recomposta a verba destinada à realização do Censo-2021.

***

O texto original do Orçamento da União, já aprovado, cortou em 90% os recursos antes previstos para a estruturação e realização do Censo/IBGE.

TREM DA COVID

O vereador Marcelo Silva (PSD) recebe na tarde de hoje uma comitiva parlamentar - formada por vereadores e deputados estaduais e federais - para a apresentação da iniciativa “Locomotiva São Paulo”, a qual propõe a adoção de diversos projetos de lei destinados ao combate da pandemia.

AUDIÊNCIA

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Campinas participa hoje de audiência com membros do Ministério Público Municipal sobre o pedido encaminhado para a suspensão das aulas presenciais na rede de ensino da Prefeitura.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/ Correio Popular