Publicado 30 de Abril de 2021 - 20h00

Por AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, classificou nesta segunda-feira (26) como um "absurdo" as recentes acusações de Praga de que Moscou estaria por trás da explosão de um depósito de munições na República Tcheca em 2014, o que gerou uma crise diplomática entre os dois países.

"A pedido de Emmanuel Macron, Vladimir Putin comentou sobre o atual estado das relações russo-tchecas, destacando o absurdo das acusações de Praga contra a Rússia e as medidas tomadas", disse o Kremlin em um comunicado após uma ligação entre Putin e seu homólogo francês.

Na semana passada, O governo tcheco culpou a inteligência russa pela explosão de um depósito de munições, que matou duas pessoas em 2014. Praga então expulsou 18 diplomatas russos que foram apresentados como espiões.

Moscou respondeu pedindo a 20 diplomatas tchecos que deixassem seu território, enquanto a Eslováquia, a Romênia e os países bálticos anunciaram a expulsão de diplomatas russos em solidariedade a Praga.

rco/cls/pc/ic

Escrito por:

AFP