Publicado 26 de Abril de 2021 - 20h14

Por Estadão Conteúdo

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, afastou qualquer possibilidade de racionamento de energia ou medida semelhante neste momento, apesar das condições desfavoráveis que os reservatórios das usinas hidrelétricas registraram nos últimos meses. Entre setembro de 2020 e março deste ano, o Sistema Interligado Nacional (SIN) registrou o menor volume de chuvas que chegou nos reservatórios nos últimos 91 anos.

"Temos a convicção de que estamos pilotando o sistema de forma bastante segura e compatível com a necessidade da sociedade brasileira, e levando em consideração as variações de cargas que temos tido por conta da pandemia", afirmou ele durante o evento "Agenda Setorial 2021", do Grupo CanalEnergia/Informa Markets.

Ao reconhecer que a situação é "delicada", Ciocchi explicou que o Brasil conta com uma grande diversidade de fontes de energia. "Aliado a isso, temos um sistema de transmissão bastante robusto que permite que essa energia possa ser transportada de uma região para outra", disse.

Segundo ele, o ONS tem trabalho em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME) para assegurar o suprimento de gás natural para acionamento de usinas termelétricas.

Ele afirmou que a intenção é garantir o melhor preço do insumo para amenizar os efeitos nas tarifas dos consumidores brasileiros.

Escrito por:

Estadão Conteúdo