Publicado 26 de Abril de 2021 - 20h12

Por Estadão Conteúdo

Ao falar sobre a CPI da Pandemia, marcada para começar a funcionar nesta terça-feira (27) e que deve intimar membros do Executivo, entre eles o ex-ministro Eduardo Pazuello, que chefiou o Ministério da Saúde, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que não se deve "tomar uma instituição por um de seus integrantes". O vice-presidente afirmou que Pazuello é um "camarada de valor", mas defendeu que o ministro deveria ter deixado a ativa do Exército brasileiro, à qual ainda é vinculado. As afirmações de Mourão foram dadas nesta segunda-feira, 26, durante transmissão promovida pelo jornal Valor Econômico.

Escrito por:

Estadão Conteúdo