Publicado 26 de Abril de 2021 - 7h53

Por Estadão Conteúdo

Yuh-Jung Youn, de Minari - Em Busca da Felicidade, ganhou o Oscar de atriz coadjuvante. "Sr. Brad Pitt, finalmente! Onde você estava quando a gente estava filmando?", disse a atriz no discurso. Ela também fez brincadeira com a forma incorreta como todos nos EUA pronunciam seu nome. "Tudo bem, esta noite, todos estão perdoados."

Ela disse que não acredita em competição. "Como posso ganhar da Glenn Close? Não é possível. Hoje só tive um pouco mais de sorte. Talvez tenha sido a hospitalidade americana com coreanos? Agradeço a meus dois filhos, que me obrigaram a trabalhar. Aqui, meninos, o resultado. Foi por isso que a mamãe trabalhou tanto."

Yuh-Jung Youn é a segunda asiática a vencer o Oscar de atriz coadjuvante. A outra foi a japonesa radicada nos EUA Miyoshi Umeki, por Sayonara, de 1957.

Cerimônia

Neste domingo, 25, é realizada a cerimônia de entrega do Oscar 2021. Com a pandemia de coronavírus, que obrigou o mundo a adotar o isolamento social, o setor cultural teve de se adaptar rapidamente, como foi o caso das premiações. O Oscar não ficou de fora dessa nova ordem e precisou abrir mão do ritual que antecede a grande festa do cinema, como o tapete vermelho.

Dessa vez, a cerimônia é híbrida e com transmissão de vários locais, como o tradicional Dolby Theatre e também a Estação Ferroviária Central de Los Angeles.

Entre os indicados, destaque para Chadwick Boseman, que concorre a Melhor Ator por sua atuação em A Voz Suprema do Blues, junto com Viola Davis, que disputa a estatueta de Melhor Atriz pelo mesmo filme. Mas Anthony Hopkins brilha em sua atuação no filme Meu Pai e pode ficar com a cobiçada estatueta dourada.

Escrito por:

Estadão Conteúdo