Publicado 23 de Abril de 2021 - 16h50

Por Estadão Conteúdo

Após a saída conturbada do ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, em meio a discussões acaloradas com senadores, o novo chanceler, Carlos Alberto Franco França, aproveitou nesta sexta-feira, 23, uma sessão temática do Senado sobre o Mercosul para sinalizar uma reaproximação do Itamaraty com o Legislativo.

"Deixo meu compromisso de estreitar relações do ministério com Parlamento", afirmou, ao iniciar sua fala em sessão temática do Senado que celebra os 30 anos do Tratado de Assunção, com o tema: "Mercosul, avanços, desafios e perspectivas".

Ao falar do bloco, França destacou que a atual suspensão da Venezuela do Mercosul é um sinal de compromisso dos países-membros com a democracia.

A Venezuela ingressou formalmente no Mercosul em 2012, mas está suspensa desde dezembro de 2016 por não ter cumprido normas internas do bloco. Em 2017, essa suspensão foi ampliada por "ruptura da ordem democrática".

Escrito por:

Estadão Conteúdo