Publicado 19 de Abril de 2021 - 21h20

Por AFP

A direção do partido Democrata Cristão Alemão (CDU) deu seu apoio a Armin Laschet, presidente da formação conservadora, nesta segunda-feira (19) em uma votação interna para tentar desatar a crise no campo conservador sobre a sucessão de Angela Merkel.

O comitê executivo da CDU, após mais de seis horas de reunião, decidiu a favor da candidatura de seu presidente contra a do popular líder bávaro Markus Söder, informaram os participantes à AFP.

Söder já havia garantido que acataria a decisão do partido.

O resultado do plebiscito é claro e aponta uma saída para o atual duelo fratricida que há uma semana dilacera o partido no poder: 77,5% dos responsáveis pelo partido se pronunciaram a favor de Armin Laschet contra 22,5% para Markus Söder, em esta consulta organizada pela internet após negociações longas.

Presidente da CDU desde janeiro e defensor da continuidade da política centrista de Angela Merkel, Laschet teve a posse questionada por Söder, chefe do partido irmão bávaro CSU.

Depois de meses mantendo suspense sobre suas intenções, este último tensionou a situação ao oficializar sua candidatura no último domingo.

No dia seguinte, Laschet obteve o primeiro voto de apoio dos chefes da CDU. A entidade que o apoiou na noite desta segunda-feira reúne uma amostra mais ampla de membros do partido.

O resultado desta reunião de crise era incerto, uma vez que Markus Söder obteve, nos últimos dias, o apoio de vários líderes partidários.

O ministro-presidente da Baviera afirmou ser de longe o favorito das urnas para manter os conservadores no poder nas eleições legislativas de 26 de setembro.

Markus Söder não participou da reunião desta segunda-feira à noite.

A CDU deve "decidir onde e como" a eleição será realizada, ele havia dito antes da reunião, garantindo que respeitaria a decisão do comitê executivo da CDU.

pw-smk/ob/am

Escrito por:

AFP