Publicado 19 de Abril de 2021 - 18h40

Por AFP

Membros do júri no julgamento do ex-policial Derek Chauvin se retiraram nesta segunda-feira (19) para deliberar a portas fechadas sobre a responsabilidade do ex-policial branco na morte do afro-americano George Floyd em maio passado em Minneapolis.

"Devem ser absolutamente justos", disse-lhes o juiz Peter Cahill, pedindo-lhes que "avaliem, considerem as provas e apliquem a lei".

Chauvin, de 45 anos, pode pegar um máximo de 40 anos de prisão se for considerado culpado da acusação mais grave: assassinato em segundo grau. Além disso, ele é acusado de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo.

cl-ad/lda/mvv

Escrito por:

AFP