Publicado 02 de Março de 2021 - 12h00

Por AFP

Vendo como as autoridades se apressaram para embelezar as ruas e cidades do Iraque para receber o papa Francisco nesta semana, os jovens recorreram às redes sociais nesta terça-feira (2) para fazer alguns pedidos adicionais.

Usando a hashtag "Peça ao Papa", os usuários estão pedindo com sarcasmo para que Francisco ajude a melhorar as infraestruturas e os serviços públicos de seu país.

"Peço ao papa que visite os hospitais, seus banheiros e as salas de emergência... talvez os limpe", escreveu Layal Al Qudsi no Facebook.

As infraestruturas sanitárias do Iraque estão em péssimo estado devido a décadas de guerra, corrupção e falta de investimento, e os pacientes reclamam da escandalosa falta de higiene.

Husein Habib afirmou que foram realizadas obras de pavimentação em Ur, onde o papa planeja celebrar um serviço interreligioso, e pediu a Francisco que vá "de carro pela estrada principal ao norte. Talvez também a pavimentem".

Um usuário do Twitter pediu ao pontífice, de 84 anos, que faça uma visita surpresa a algum lugar do Iraque para ter uma ideia melhor de como são realmente os serviços para os cidadãos.

Muitos iraquianos, inclusive na capital Bagdá, moram em ruas que não são pavimentadas e que alagam no inverno, enquanto a maioria das casas tem apenas algumas poucas horas de eletricidade por dia.

A falta de serviços públicos provocou manifestações em massa no Iraque em 2019, que acabaram após a violência relacionada aos protestos, que deixou cerca de 600 mortos e foi condenada pelo papa na época.

Montazar Mohanad pediu ao papa em tom de brincadeira uma fatwa, a lei religiosa no Islã. "Pessoal, o papa é somente uma figura religiosa, não é como nossos clérigos, que têm empresas, partidos políticos e grupos armados", disse.

Muitos dos políticos ou paramilitares mais destacados do Iraque foram clérigos religiosos, incluindo o mais destacado deles, Moqtada Sadr, ex-líder do Exército Mahdi que lutou contra as tropas americanas.

Ahmed Al-Maliki, um jovem usuário do Facebook, parece desanimado com as perspectivas de seu país e só pediu ao papa "que me leve com ele para o Vaticano".

mjg/hc/pc/mb/aa

FACEBOOK

Escrito por:

AFP