Publicado 02 de Março de 2021 - 11h10

Por AFP

O Irã fez uma nova advertência nesta terça-feira (2) à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) contra a possível adoção de uma resolução condenando sua decisão de suspender certas inspeções realizadas pela agência da ONU.

"Devo alertar que ações que vão contra nossas expectativas terão um impacto negativo no processo diplomático e podem fechar rapidamente a janela de oportunidade" para as negociações, disse o porta-voz do governo, Ali Rabii.

Teerã e a comunidade internacional estão tentando salvar o acordo nuclear alcançado em Viena em 2015.

Mas, de acordo com fontes diplomáticas, França, Alemanha e Reino Unido, os três países europeus que fazem parte do acordo de Viena, pretendem submeter a uma votação no conselho de governadores da AIEA um texto expressando "sua profunda preocupação" e pedindo ao Irã que "retome imediatamente" todo o programa de inspeção previsto no acordo.

Teerã já havia alertado que a adoção desse texto "seria absolutamente contraproducente e destrutiva".

Também ameaça "encerrar" o acordo técnico temporário concluído em 21 de fevereiro entre a AIEA e o Irã para limitar o escopo da suspensão das inspeções.

O governo moderado do Irã teve que aplicar essa suspensão sob pressão de uma lei aprovada pelo parlamento conservador.

amh-mj/hj/pc/mr

Escrito por:

AFP